Natal(RN), Quarta-Feira, 23 de Julho de 2014

julho22

Após 63 anos casados, marido e mulher morrem no mesmo dia


Bob e Barbara Pettis se casam em setembro de 1951

 
O casal em 2005

“Até que a morte os separe”, pronunciou o pastor que casou Bob e Barbara Pettis 63 anos atrás. A promessa foi cumprida, mas a partida os separou por pouco tempo. Os dois professores americanos morreram com 11 horas de diferença.

Na manhã de 30 de junho, Barbara feneceu na casa de repouso onde morava, no Estado americano de Oklahoma.

Bob não estava por perto. O marido de 85 anos estava internado há dois dias para tratar uma pneumonia. Ele se foi às 20h do mesmo dia.

“Não tínhamos contado para ele, mas acho que ele sentiu”, diz o filho, Jim Pettis. “Estávamos todos muito tristes, ainda que tentássemos disfarçar”, conta outro filho, Clay Pettis.

Os dois filhos, que visitaram o pai na UTI enquanto faziam os preparativos para o velório da mãe, dizem que Bob esteve sereno até o fim. “Era chegada a hora”, diz Jim, “e ele se foi com tranquilidade, como viveu todo esse tempo”.

“Eles não eram pegajosos nem muito românticos, de se tocar o tempo todo. Mas você conseguia perceber que eles se amavam pelo tom das vozes e principalmente pelo jeito que se olhavam”, diz Clay.

O casal deixa três filhos, 11 netos e cinco bisnetos, além de uma história de 63 anos. 


Curtir Twittar Promover
publicidade
DNA Center

julho22

Como a Emirates virou uma potência do patrocínio esportivo

Elegantes e distribuindo sorrisos, as comissárias de bordo da Emirates eram onipresentes na entrega de medalhas na premiação da final da Copa do Mundo de 2014.  

Para ter seu nome e imagem associados ao torneio, a companhia áerea gastou o estimado por especialistas em R$ 100 milhões ao longo de quatro anos, tornando-se empresa parceira da Fifa.

Um número impressionante, mas certamente uma ínfima fatia do orçamento dedicado ao patrocínio esportivo, que virou a principal estratégia da marca para tornar-se globalmente conhecida.

O slogan Fly Emirates estampa times do alto escalão europeu como Real Madrid, Milan, Arsenal e Paris Saint-German, além de torneios de tênis luxuosos como Roland Garros. Completam a lista campeonatos de críquete, rugby, vela, golfe, motociclismo e corridas de cavalos.

A empresa mantém segredo sobre o total dos desembolsos, mas reconhece que o esporte é um importante ponto de contato para a marca desde a primeira competição de iatismo patrocinada em 1987.

"Os patrocínios são parte da estratégia de comunicação global da Emirates. Estamos particularmente ativos no esporte pois ele tem o poder de transcender fronteiras, inspirar e tocar a todos de maneiras muito pessoais", disse Stephane Perard, diretor geral da Emirates Airlines no Brasil.

É do futebol o espaço mais nobre dentro do variado portfólio da empresa sediada em Dubai, que tem contrato com a Fifa desde 2006. "Como o futebol é verdadeiramente um esporte global, a parceria nos permite compartilhar e apoiar os interesses de torcedores em todo o mundo, e construir uma relação mais próxima com eles", afirma Perard.

Durante a competição no Brasil, a Emirates transportou mais de 18 mil passageiros. Todos os jogos foram, ainda, transmitidos no sistema de televisão de bordo nas aeronaves. A empresa não detalha retornos financeiros, e prefere focar nos holofotes que a Copa trouxe. "A visibilidade conquistada é provavelmente o principal resultado", comemora o executivo.

Além da Copa, um dos principais contratos futebolísticos da marca foi assinado com o clube inglês Arsenal e incluiu os direitos de nomeação do estádio da equipe, que será chamado de Emirates Stadium até 2028. Na época da assinatura, o time cravou o valor do contrato em 30 milhões de libras ao ano, por cinco anos.

Outra tacada foi a parceria com a Fórmula 1, que transformou a empresa em patrocinadora da principal categoria do automobilismo mundial. O valor do contrato, assinado em 2013, é especulado em 200 milhões de dólares por cinco anos.

Apesar da operação gigantesca, ainda há espaço para crescer, garante Stephane Perard. "Nossa equipe de patrocínios tem a missão de identificar oportunidades em diferentes países, e a empresa está constantemente avaliando novas possibilidades", explica.

Nada que, por enquanto, inclua contratos no Brasil - pelo menos, segundo Perard, a empresa não tem intenções de patrocinar algum clube ou estádio brasileiro no momento. (Exame)


Curtir Twittar Promover
publicidade
escola_escritorio

julho22

Touro bravo causa tumulto

 

Foliões escalam parapeitos de janelas e varandas ao fugir de touro bravo durante festival de rua em Grazalema, na Andaluzia (Espanha), na segunda-feira, dia 21.


Curtir Twittar Promover
publicidade
Pet Stop

julho22

Preso com armas, Rafael Ilha responderá por tráfico internacional

O cantor e ex-integrante do grupo Polegar, Rafael Ilha foi indiciado por tráfico internacional de armas e, se condenado, poderá pegar de quatro a oito anos de prisão. De acordo com a Polícia Federal, o crime não cabe fiança, mas poderá ser respondido em liberdade.

Rafael foi detido junto com a mulher na tarde da última segunda-feira em Foz do Iguaçu (PR), na divisa com o Paraguai, ao tentar entrar no Brasil com uma arma calibre 12, 50 munições do mesmo calibre e um aparelho de choque. Ainda de acordo com a polícia, eles estavam saindo do Paraguai em direção ao Brasil em duas motos quando foram abordados por agentes da Receita Federal.

Nesta terça-feira (22), o ex-Polegar foi transferido para a Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu I. Já a mulher do cantor, que também foi indiciada por tráfico internacional de armas, ainda está na delegacia da PF, mas deve ser transferida para a cadeia pública Laudemir Neves ainda nesta terça.

O advogado de Rafael, José Vanderlei Santos, afirmou que ainda aguarda informações para começar agir em defesa do seu cliente, mas discorda que o ex-Polegar deva ser indiciado por tráfico internacional de armas.

Garoto-problema

Rafael Ilha fez parte do grupo adolescente Polegar entre 1989 e 1991. A partir daí o cantor possui uma longa história relacionada a crimes e uso de drogas. Ele foi preso para primeira vez em 1998 quando tentava assaltar pessoas para comprar drogas, em São Paulo.

Nos anos seguintes Rafael foi detido por dirigir na contramão e por posse de cocaína. Em 2000, Rafael foi parar uma clínica após ingerir alguns objetos durante uma crise de abstinência.

Em 2005, Rafael foi preso por porte ilegal de arma e em 2008 passou 17 dias na prisão por tentativa de sequestro e formação de quadrilha. Atualmente Rafael é repórter do programa "A Tarde É Sua", apresentado por Sônia Abrão.

A assessoria de Sônia contou que ela ficou sabendo da prisão de Rafael pela imprensa e que estava surpresa com o fato. Segundo ela, Rafael havia trabalhado até o último final de semana normalmente. 


Curtir Twittar Promover
publicidade
Agronorte

julho22

Sobre o quanto pior, melhor

Por *Juca Kfouri

Será oportuno lembrar aqui a discussão travada antes da Copa do Mundo com os que diziam que torceriam contra a Seleção Brasileira porque, assim, derrotada, as coisas, enfim, mudariam na CBF.

Não poucas vezes foi dito aqui que o raciocínio era fraco e a esperança vã, que, numa frase, quanto pior, pior.

Não deu outra.

A Seleção não se limitou a perder a segunda Copa do Mundo no Brasil.

Acabou derrotada como nunca jamais na sua centenária história — 10 gols em 180 minutos.

E o resultado está aí: José Maria Marin, que prometeu ir para o inferno, ficou na CBF — e mudou a comissão técnica para não mudar nada, até voltou no tempo e no espaço.

Porque, não duvide, quanto pior, pior! 

*Jornalista


Curtir Twittar Promover

julho22

Pesquisa revela perfil de leitores e situação da leitura em Natal

Uma pesquisa, encomendada pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) e Instituto C&A ao Instituto Certus, apurou o perfil dos leitores natalenses e da situação atual da leitura em Natal. O resultado do levantamento será apresentado, nesta quarta-feira (23), às 9 horas, no Auditório do Museu Djalma Maranhão (antiga estação rodoviária), na Ribeira, durante mais uma reunião do grupo de trabalho (GT) que está responsável pela elaboração do Plano Municipal do Livro, da Leitura, da Literatura e das Bibliotecas de Natal - PMLLLB.

A ideia de contratar a pesquisa surgiu a partir do andamento, neste ano, das atividades do GT – instalado por meio de decreto municipal, na data de 07 de novembro de 2013. Nos meses de abril e maio foram realizados diversos encontros regionais com a população, pela cidade, além de um encontro do Fórum da Rede Potiguar de Escolas Leitoras, na Assembleia Legislativa do RN, e de um encontro da Frente Parlamentar em Defesa do Livro e da Leitura, na Câmara Municipal de Nata. Todas foram oportunidades para colher informações sobre o que é preciso fazer para Natal se tornar uma cidade de leitores, mas o grupo identificou a necessidade de se obter mais dados, os quais embasarão as ações do Plano daqui para frente.

“Há um conceito básico de gestão: é preciso conhecer a realidade para que se planeje de maneira satisfatória . Esse levantamento é inédito em Natal. Foi feito e agora o GT vai cruzar as contribuições dos encontros realizados com os dados obtidos na pesquisa para traçar metas e ações que serão colocadas em prática no âmbito do Plano Municipal do Livro, da Leitura, da Literatura e das Bibliotecas de Natal”, observa a diretora executiva do IDE, Cláudia Santa Rosa.

Foram entrevistadas 805 pessoas, a partir de 14 anos, em 34 bairros, das quatro regiões da capital, no período de 14 a 22 de junho de 2014. Elas responderam perguntas que revelam sobre o perfil do público leitor de Natal, suas preferências, suas práticas de leitura, assim como suas principais dificuldades no acesso à leitura. Além disso, o levantamento investigou a forma de relação desse público com as novas tecnologias para o acesso ao livro, identificou o perfil de leitores de outras modalidades de leitura, como jornais e revistas, e também colheu opinião dos natalenses sobre as ações e iniciativas público-privadas que apresentam potencial de estimular a leitura.  


Curtir Twittar Promover

julho22

Vendas de livros cresceram 4,13% no ano passado

comercialização de livros no país cresceu 4,13% no ano passado, em relação a 2012, segundo pesquisa da Fundação de Pesquisas Econômicas encomendada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). O levantamento consultou 217 editoras, representando 72% das editoras do país.

Segundo a pesquisa, foram vendidos 279,66 milhões de exemplares em 2013, ante 268,56 milhões comercializados no ano anterior. As vendas ao governo brasileiro, que adquire os livros por meio de programas, tiveram alta de 20,41%, totalizando 200,3 milhões em 2013. No ano anterior, 166,35 milhões de exemplares haviam sido comprados.

O principal programa, o Plano Nacional do Livro Didático foi responsável por 1,253 bilhão de faturamento do setor, uma alta de 14,22% em 2013 ante o ano anterior. Considerando toda a compra de exemplares por parte do governo, o faturamento foi 1,474 bilhão, uma alta de 12,04%.

Já o faturamento total das editoras brasileiras teve crescimento real de 1,52% no ano passado, em comparação com 2012, somando R$ 5,35 bilhões. Sem descontar a inflação, o aumento foi 7,52%. A pesquisa considerou a inflação medida pelo IPCA.

O preço médio corrente dos livros, ou seja, descontada a inflação, cresceu 1,7%. No preço médio constante, que desconsidera a inflação, houve queda de 4%. Desde 2004, a pesquisa mostra uma tendência de diminuição nos valores constantes.

A venda de e-books teve alta de 225,13% em 2013, em relação a 2012. Apesar do aumento considerável, o segmento respondeu por menos de 1% do faturamento total das editoras.

Karine Pansa, presidenta da CBL, acredita que o fraco desempenho do setor reflete a conjuntura econômica do país, que demorou a passar pela crise financeira que afetou primeiro os países europeus. De acordo com ela, a CBL não fez uma projeção para as vendas e o faturamento neste ano. "É prematuro falar em acréscimo ou decréscimo. O ano está sendo atípico para todo mundo, com a falta de dias úteis. As editoras precisam se movimentar e buscar novos modelos, como nichos virtuais", declarou. 


Curtir Twittar Promover

julho22

Ariano Suassuna está em coma e respira com ajuda de aparelhos

O estado de saúde do escritor Ariano Suassuna é grave, mas estável, segundo boletim do Real Hospital Português, do Recife, onde Suassuna está internado. O escritor está em coma e respira com a ajuda de aparelhos.

Ele passou mal em casa, na noite de ontem (21), e foi levado ao hospital por volta das 20h, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. Às 23h, terminou a cirurgia de emergência para a colocação de dois drenos, com o objetivo de controlar a pressão intracraniana provocada pelo AVC. Desde então, o escritor está internado na UTI Neurológica, sem previsão de alta. 


Curtir Twittar Promover

julho22

Combate às hepatites virais será o foco de campanha do Hospital Giselda Trigueiro

De 28 de julho e 1º de agosto o Hospital Giselda Trigueiro realizará uma campanha contra as hepatites virais. Ações de prevenção à doença serão desenvolvidas com pacientes, acompanhantes e funcionários da unidade de saúde.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais freqüente na África e na Ásia. Segundo o Ministério da Saúde milhões de pessoas no país são portadoras dos vírus B ou C e não sabem.

De acordo com o Programa Estadual DST/Aids e Hepatites Virais da Sesap, em 2012, no Rio Grande do Norte, houve 300 casos de hepatites virais, sendo 57% hepatite A, 22% hepatite B e 21% hepatite C. Normalmente, a hepatite A é a mais predominante, pois sua forma de transmissão se dá através de alimentos e água contaminados, esgotos a céu aberto e falta de saneamento. A hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível, onde a pessoas mais acometidas são os adultos jovens de 25 a 29 anos. Já a hepatite C acomete mais as pessoas acima de 50 anos. Entre as suas principais causas de transmissão estão a transfusão de sangue e o compartilhamento de material para uso de drogas (seringas, agulhas, cachimbos, entre outros), higiene pessoal (lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, alicates de unha ou outros objetos que furam ou cortam) ou para confecção de tatuagem e colocação de piercings.


Curtir Twittar Promover

julho22

Adiado embarque dos Guzerá para o Senegal


Foto: Marcelo Abdon

A operação de embarque dos bovinos da raça Guzerá, que seria realizada na madrugada de amanhã (23), foi adiada a pedido do governo do Senegal, pois as instalações no Aeroporto Internacional de Yoff-Léopold Sédar Senghor, em Dakar, no Senegal, não ficaram prontas a tempo para receber os 140 animais.

Cristiano Lima, proprietário das empresas GBC Internacional e AIB Internacional, contratado pelo governo do Senagal para fazer a logística, informou que o novo embarque deverá ocorrer até o dia 15 de agosto.

O gado permanece em uma fazenda no município de Monte Alegre (RN).


Curtir Twittar Promover
publicidade
DNA Center

julho22

Schumacher se comunica com a família pelo movimento dos olhos, diz jornal

O jornal inglês The Mirror deu notícias animadoras quanto ao estado de saúde de Michael Schumacher, 45 anos. Segundo a publicação, o ex-piloto da Ferrari teve "um bom progresso" e já consegue se comunicar com a família através do movimento dos olhos.

Além disso, também foi dito que os médicos estão confiantes de que o alemão posso continuar evoluindo e até cogitam dar alta para o heptacampeão mundial no fim do próximo mês. Entretanto, ele continuará precisando de cuidados médicos onde quer que esteja.

De acordo com o The Mirror, Schumacher está apto a responder perguntas [com os olhos] da sua mulher Corinna e dos seus dois filhos, Gina-Maria, 17 anos, e Mick, 15 anos. No início deste mês, Corinna disse, em entrevista à revista alemã Neue Post, que o piloto "está melhorando lentamente, mas de forma perceptível"

O médico da clínica em que o ex-piloto está internado também acredita que, em algumas semanas, ele poderá usar uma cadeira de rodas elétrica que seria controlada por movimentos da boca.

Schumacher sofreu o acidente em 29 de dezembro de 2013, no qual bateu forte com a cabeça enquanto esquiava. Ele foi internado em estado muito delicado de saúde e ficou seis meses em coma. Neste período, o piloto recebeu milhares de cartas de fãs, mensagens de famosos e homenagens por todo o mundo. 


Curtir Twittar Promover
publicidade
escola_escritorio

julho22

Bom Senso F.C. pede mudanças no projeto da Lei de Responsabilidade do Esporte

Integrantes do Bom Senso F.C. foram recebidos pela presidente Dilma Rousseff ontem (21) e sugeriram alterações no projeto que cria a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) do Esporte para defender direitos dos atletas.

“O que nós queremos colocar no projeto são vários tipos de punição [para os clubes que não pagam os salários dos atletas] e que existam mais meios de fiscalização. Hoje nós temos apenas uma certidão negativa de débito e nós queremos que tenha ali uma fiscalização trimestral", defendeu o diretor executivo do movimento, Ricardo Martins.

A legislação, que está em tramitação na Câmara dos Deputados, prevê o reparcelamento em até 300 meses das dívidas tributárias e trabalhistas dos clubes de futebol. "O Bom Senso nunca falou das dívidas ou do reparcelamento das dívidas, o que importa é que, se haverá reparcelamento, que haja contrapartida", pontuou Martins. 

O movimento defende que os clubes só tenham direito ao parcelamento se comprovarem não atrasar o pagamento salarial. "Que os clubes sejam obrigados a comprovar pagamentos de salário, trimestralmente às entidades de representação da categoria e também às federações estaduais e à Confederação Brasileira de Futebol [CBF]."

Atualmente, os clubes são obrigados a apresentar, uma vez por ano, uma Certidão Negativa de Débitos (CND). Caso não apresentem, podem ser punidos com rebaixamento. De acordo com Martins, o movimento defende um aumento da fiscalização, com a criação de uma entidade específica para esta função, e um escalonamento das punições para quem estiver inadimplente com o pagamento de salários e luvas. O rebaixamento seria a última punição.

A LRF do Esporte mantém a punição da forma como está. O secretário do Futebol do Ministério da Justiça, Antonio José Carvalho do Nascimento Filho, disse que o governo diverge da posição dos atletas.

Segundo Nascimento Filho, o governo defende um acordo entre clubes e a CBF para que as punições constem no regulamento da instituição. "Queremos firmar um pacto no qual os clubes só teriam acesso a este refinanciamento a partir do compromisso de que constem no regulamento da CBF as punições relativas a pagamento de salário, direito de imagem, entre outras”, disse.

Além da presidenta e de integrantes do Bom Senso F.C., participaram da reunião o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, e representantes do Ministério da Fazenda. "O que saiu dessa reunião foi a necessidade de aprimoramento deste projeto, uma delas é aprofundar um pouco mais as medidas de contrapartida que são a base deste projeto todo," disse o secretário.

Nascimento Filho destacou ainda que uma das mudanças será a diminuição do poder dos empresários sobre os atletas. "Crianças de 14 anos estão sendo aliciadas pelos empresários e na medida em que o governo fortalece os clubes, vamos forçar a retirada ou diminuição do poder entre os empresários". Segundo ele, no entanto, a medida não implica retorno da chamada "Lei do Passe" que dava aos clubes o direito de negociar os atletas.

De acordo com o Bom Senso F.C., nos últimos cinco anos, o endividamento líquido dos 24 principais clubes brasileiros registrou um crescimento de 74%. A maior fatia e referente ao endividamento tributário, que hoje chega a cerca de R$ 2,5 bilhões.

O movimento, que reúne atletas e ex-atletas do futebol, também defende que os clubes sejam obrigados a gastar somente aquilo que arrecadam. As mudanças fazem parte do que o Bom Senso chama de “fair play financeiro”. O modelo defendido pelo grupo é baseado no da UEFA (órgão que controla o futebol europeu) e já é aplicado em pelo menos cinco ligas pela Europa.

Esta é a segunda vez que Dilma se reúne com os representantes do movimento, fundado em 2013 por jogadores de grandes clubes. A primeira foi em 26 de maio, quando foram discutidas propostas de melhoria do futebol brasileiro. Na ocasião, Dilma se mostrou estarrecida com o atraso no pagamento dos atletas.

A reunião de segunda-feira aconteceu 14 dias após a histórica derrota da seleção brasileira para a Alemanha por 7 x 1 em uma das semifinais da Copa do Mundo. Nascimento Filho rebateu as críticas de que a atitude do governo seria oportunista, em decorrência da derrota da seleção. Segundo ele, há mais de um ano o governo debate a proposta, mas "parece que precisou perder de 7 x 1 para todo mundo ter soluções para o futebol brasileiro. Já conversamos desde o ano passado. Para nós, o placar surpreende, mas deficiências do futebol nem um pouco," disse o secretário.

Os integrantes do Bom Senso F.C. também aproveitaram o encontro para apresentar sugestões para a democratização do futebol. Para a entidade, é fundamental que o corpo técnico do esporte, como atletas, árbitros, técnicos tenham direito a voz e voto dentro dos clubes "para que possam influir nas decisões do esporte”, ressaltou Martins. (Agência Brasil)


Curtir Twittar Promover
publicidade
Pet Stop

julho22

Mortes e infecções por HIV, tuberculose e malária despencam em todo o mundo

Menos pessoas estão morrendo em razão de doenças como aids, tuberculose e malária. É o que indica estudo inédito feito em 188 países e divulgado ontem (21) pelo periódico inglês The Lancet. De acordo com a revista, o ritmo de queda nas mortes e infecções vem se ampliando desde o ano 2000, quando os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio foram estabelecidos na tentativa de frear o avanço dessas doenças até 2015.

Os números mostram que as novas infecções por HIV/aids caíram praticamente para um terço desde o início da epidemia de aids no mundo, enquanto as mortes por tuberculose diminuíram 1,4% ao ano desde 2000. As mortes provocadas pela malária em crianças que vivem na África Subsaariana caíram 31,5% na última década. 

O estudo aponta que intervenções em relação ao HIV – incluindo a terapia antirretroviral, a prevenção da transmissão vertical (da mãe para o bebê durante a gravidez ou no parto) e a profilaxia pós-exposição (uso de medicamentos por pessoas que podem ter entrado em contato recente com o vírus) – têm demonstrado resultados positivos.

“O HIV se mostra cada vez mais como uma doença com a qual as pessoas vivem do que uma doença pela qual as pessoas morrem”, destacou o documento. A publicação indica que os avanços possibilitaram um ganho de 20 milhões de anos na expectativa de vida de pessoas soropositivas em todo o mundo – 70% em países em desenvolvimento, como o Brasil.

Os números indicam que 14% desses anos de vida ganhos são entre crianças menores de 15 anos, 50% entre pessoas de 15 a 45 anos e 36% entre pessoas com 50 anos ou mais. “Mas, apesar do progresso considerável, é preciso fazer mais para reduzir as mortes e infecções que estão por vir”, alertou o estudo.

O estudo Global, regional, and national incidence and mortality for HIV, tuberculosis, and malaria during 1990–2013: a systematic analysis for the Global Burden of Disease Study 2013 foi conduzido por um consórcio de pesquisadores liderado pelo Instituto de Metrologia e Avaliação da Saúde da Universidade de Washington.

Os resultados foram divulgados na Conferência Internacional sobre Aids em Melbourne, que contou com a participação de autoridades como o diretor executivo do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV e Aids, Michel Sidibé, e o diretor executivo do Fundo Global de Luta contra a Aids, Tuberculose e Malária, Mark Dybul. (Agência Brasil)


Curtir Twittar Promover
publicidade
Agronorte

julho22

Ariano Suassuna sofre AVC hemorrágico

O escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, 87 anos, foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Real Hospital Português, no Recife, na noite de segunda-feira (21), após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. De acordo com a equipe médica, o quadro de saúde de Suassuna é considerado grave, mas estável.

Suassuna foi internado às 20h com sangramento intracraniano. O escritor foi levado para a sala de cirurgia, onde foi submetido a um procedimento de emergência. A operação, considerada bem sucedida, durou cerca de uma hora e terminou por volta das 23h. De acordo com o hospital, Suassuna foi levado para a UTI neurológica sem previsão de alta. Um boletim médico deve ser divulgado nesta terça-feira (22).

Em 21 de agosto, Suassuna foi internado após ter sofrido um infarto. No dia 26 teve alta, mas voltou a ser internado três dias depois, quando foi diagnosticado um aneurisma cerebral. Evoluiu satisfatoriamente ao tratamento e deixou o Real Hospital Português em 4 de setembro.

Autor de "O auto da compadecida" e "Romance da pedra do reino", entre outras obras, Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e mudou-se para o Recife em 1942.


Curtir Twittar Promover

julho21

Ratinho é o artista que mais fatura na Televisão Brasileira

O maior faturamento entre artistas da televisão brasileira é de Carlos Roberto Massa, o Ratinho. Mas a fortuna não vem só de salários e merchandisings que recebe a frente de seu programa no SBT.

Ratinho investiu muito bem seu dinheiro e hoje é um fazendeiro com dezenas de agronegócios, empresas de comunicação de TV e rádio, concessão de emissoras, e ainda de licenciamento de marcas e gestão de grifes.

Em termos nominais, Ratinho até ganha menos do que Faustão, por exemplo. Mas o global prefere aproveitar sua fortuna ao lado da família, além de sempre ajudar amigos em dificuldades.

Já o apresentador do SBT está sempre procurando novos negócios, preocupado com a carreira política do filho, investe bastante em outros negócios no Paraná e assim pode ser considerado um dos artistas que mais fatura no país.

Estima-se que Ratinho chegue a faturar até R$ 10 milhões por mês, o dobro de Fausto Silva. 


Curtir Twittar Promover

julho21

Normas do Mapa restringem realização de exames em animais

Produtores precisam ficar atentos em relação às adequações previstas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para os laboratórios de diagnóstico animal. Elas podem restringir a realização de exames laboratoriais, como o de anemia infecciosa equina (AIE) e, consequentemente, limitar o trânsito de animais e as suas utilização e comercialização em eventos.

A portaria n° 106, de 3 de julho de 2014, estipulou o prazo de 30 de julho para os ajustes, sendo que a inadequação até este prazo vai impedir o laboratório de obter credenciamento junto ao Ministério e de realizar os procedimentos.

Assim, por precaução, a orientação é para que os proprietários de equídeos (cavalos, burros, mulas e jumentos) que pretendem transitar com esses animais realizem o exame de sangue para a constatação da negatividade da doença antes do final do mês. O exame libera a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), documento necessário para a participação em provas de laço, rodeios, exposições, vaquejadas, comitivas, cavalgadas e feiras agropecuárias.

A AIE é a mais frequente doença viral que acomete equídeos e o principal meio de transmissão é o compartilhamento de agulhas entre os animais, durante a aplicação de medicamentos, vacinas ou coleta de sangue. A doença não tem cura e torna o equídeo menos apto para o desempenho de determinadas funções, como a lida no campo, já que o mesmo tem menor resistência e força. 


Curtir Twittar Promover

julho21

Preço do ovo volta a ter alta

Depois de um cenário predominantemente de quedas desde a Quaresma, os preços dos ovos reagiram com força na última semana, como resultado do aquecimento na demanda. Foi o que informou, nesta segunda-feira (21) o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

“Os maiores aumentos ocorreram para o vermelho, que já vinha sendo menos ofertado em relação ao branco. Com a volta às aulas na maioria das escolas públicas, o consumo de merendas começou a se reaquecer, permitindo um maior escoamento dos estoques. Além disso, o fim da Copa do Mundo tem ajudado a regularizar a dinâmica de comercialização.”

A maior valorização foi registrada em Mirandópolis/Guararapes, onde o atacadista pagou, em média, R$ 73,95 pela caixa do ovo vermelho e R$ 58,95 pela caixa do ovo branco a retirar, no dia 18, aumentos de 14,3% e 6,5% em sete dias, respectivamente. 


Curtir Twittar Promover

julho21

Os bancos que têm o empréstimo consignado mais barato

Entre os bancos grandes que operam no país, a Caixa é a que oferece os juros mais baixos para a concessão de crédito consignado, de acordo com o ranking de taxas de juros do Banco Central feito com informações oferecidas pelas próprias instituições financeiras. 

O empréstimo consignado é uma das linhas de crédito mais baratas do país. Como o desconto da dívida é feito diretamente na folha de pagamento do devedor, o banco tem a garantia de que receberá sua parte tão logo o dinheiro caia na conta de quem contratou o crédito.

Para se ter uma ideia da diferença, em outro tipo de linha de crédito pessoal, os juros cobrados pela Caixa chegam a 50,73% ao ano. No consignado, as taxas caem para 26,13% ao ano para um profissional com carteira assinada.

Nesta modalidade, os valores cobrados variam de acordo com o perfil do cliente. Há linhas específicas para servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, além de funcionários de empresas privadas que tenham convênio com o banco em questão.

Veja quais os valores de juros cobrados para o crédito consignado em seis instituições financeiras de acordo com o perfil do cliente:

Crédito Consignado para empregados de empresas privadas (celetistas)

Banco Taxa de juros ao mês (%) Taxa de juros ao ano (%)
Caixa Econômica Federal 1,95 26,13
Banco Santander 2,07 27,80
HSBC 2,16 29,2
Banco do Brasil 2,25 30,63
Itaú 2,59 35,95
Banco Bradesco 2,60 35,99
Fonte: Banco Central
Período: 01/07/2014 a 07/07/2014

Crédito Consignado para aposentados e pensionistas do INSS

Banco Taxa de juros ao mês (%) Taxa de juros ao ano (%)
Caixa Econômica Federal 1,77 23,39
Banco do Brasil 2,05 27,53
HSBC 2,05 27,62
Itaú 2,12 28,61
Banco Santander 2,13 28,78
Banco Bradesco 2,13 28,81

Fonte: Banco Central
Período: 01/07/2014 a 07/07/2014 

Crédito consignado para servidores públicos

Banco Taxa de juros ao mês (%) Taxa de juros ao ano (%)
Caixa Econômica Federal 1,59 20,86
Banco Santander 1,65 21,69
HSBC 1,70 22,44
Banco Bradesco 1,72 22,68
Banco do Brasil 1,76 23,23
Itaú 2,03 27,33

Fonte: Banco Central
Período: 01/07/2014 a 07/07/2014


Curtir Twittar Promover

julho21

Jereissati e Paes Mendonça disputam marca GAP

Dois dos maiores grupos empresariais do Nordeste protagonizaram uma briga inusitada para atrair a marca americana GAP para seus shoppings. De um lado, o ex-governador do Ceará Tasso Jereissati, à frente da expansão do Iguatemi de Fortaleza. De outro, o sergipano João Carlos Paes Mendonça, ex-dono dos supermercados Bompreço, que abrirá o shopping RioMar Fortaleza no fim de outubro.

Paes Mendonça levou a melhor. Ele fez um acordo pouco comum no setor: comprometeu-se a assinar três contratos com os americanos — também abrirá lojas em seus shoppings de Recife (em novembro) e Salvador (ainda sem data). E topou pagar pelas obras das três lojas, o que poderá custar até 10 milhões de reais.
 


Curtir Twittar Promover
publicidade
DNA Center

julho21

Facebook lança ferramenta que salva links para ver depois

O Facebook anunciou nesta segunda-feira (21) uma nova ferramenta que permitirá aos usuários salvar conteúdos para serem vistos depois. 

A nova função, chamada de “Save”, permite que o usuário marque conteúdos como links e páginas de lugares ou músicas para serem vistos depois. Os itens salvos serão privados e não serão exibidos para os outros usuários.

Para salvar um item no news feed, basta clicar na seta no canto superior direito da postagem. No caso dos conteúdos como páginas de lugares ou músicas, uma aba “salvar” será exibida logo abaixo da foto de perfil.

Para checar os conteúdos salvos, o usuário pode acessá-los por meio da aba “More” (“Mais” em tradução livre) para a versão mobile do Facebook. Já para a versão web, a opção irá aparecer com o nome de “Saved” na coluna do lado esquerdo da timeline.

A nova ferramenta — uma das mais solicitadas pelos usuários — faz parte dos esforços do Facebook para tornar a rede social um local único para o consumo de informações.

Para quem salvar os itens e não acessá-los depois, o próprio Facebook irá adicionar lembretes no news feed do usuário para que o mesmo possa visualizar os conteúdos deixados para depois.

A ferramenta para salvar os conteúdos estará disponível para os usuários do Facebook na web e em dispositivos móveis iOS e Android dentro dos próximos dias.


Curtir Twittar Promover
publicidade
escola_escritorio

julho21

Quase 25 mil candidatos disputarão as eleições de outubro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou hoje (21) no sistema de registro de candidaturas das eleições os nomes de todas as pessoas que pediram registro para concorrer ao pleito. De acordo com o levantamento, 24,9 mil candidatos devem disputar vagas de deputado federal, estadual e distrital, senador, governador e presidente da República. O número inclui suplentes de senador e vices aos governos estaduais e à Presidência da República.

Segundo informações do DivulgaCand, sistema do TSE que centraliza as candidaturas, o número maior de candidatos é para o cargo de deputado estadual (16,2 mil). Para deputado federal, são 6,7 mil. No Distrito Federal foram registradas mil candidaturas ao cargo de deputado distrital e 181 candidaturas foram recebidas para senador, primeiro e segundo suplentes. Nos estados, são 171 candidatos a governador e vice. Onze candidatos vão disputar as vagas de presidente da República e 11, de vice-presidente. 

Em outubro estarão em disputa 1.059 vagas para deputado estadual. Na Câmara dos Deputados serão eleitos 513. Vinte e sete (um terço) das 81 cadeiras no Senado estão em disputa. A Casa renova alternadamente a cada eleição um terço e dois terços dos parlamentares. Para deputado distrital, são 24 cadeiras.

O número poderá ser atualizado até o dia da eleição, pois os pedidos de registro ainda serão julgados pelos juízes eleitorais e novas informações devem ser recebidas nos tribunais regionais eleitorais. Após a decisão da Justiça Eleitoral, os candidatos estão aptos a concorrer. Além disso, as coligações podem mudar os candidatos que escolheram.

A entrega do registro não garante a participação do político nas eleições. Após parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), os pedidos são julgados por um juiz eleitoral, que verifica se as formalidades foram cumpridas.

Até o momento, o MPE já impugnou 1.850 registros de candidaturas às eleições em todo o país. Cerca de 20% (367) foram com base na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados em segunda instância pela Justiça. O número de impugnações deve aumentar até o levantamento final, previsto para o fim deste mês.

Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido pela Justiça Eleitoral, além de não se enquadrar na Lei da Ficha Limpa, os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos, como previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/97).

O primeiro turno do pleito deste ano será em 5 de outubro. O segundo está marcado para o dia 26, nos casos de eleições para governador ou à Presidência da República em que o primeiro colocado não obtiver 51% dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos.


Curtir Twittar Promover
publicidade
Pet Stop

julho21

TSE lança aplicativo com dados gerais sobre candidatos

O Tribunal de Justiça Eleitoral (TSE) lançou o aplicativo “Candidaturas”, que permite a visualização dos candidatos que concorrem às eleições de 2014, por cargo e unidade. O programa é gratuito e está disponível para as plataformas Android e iOS.

Os eleitores que baixarem o aplicativo vão poder acessar as seguintes informações: nome completo do candidato, nome escolhido para urna, número, situação do registro de candidatura, cargo, partido, coligação e o link para o site do mesmo. Estes dados são obtidos diretamente das do TSE, com atualização diária.

Para quem não possui as plataformas necessárias, ou não deseja baixar o aplicativo, os dados dos candidatos também estão disponíveis no site do TSE. 


Curtir Twittar Promover
publicidade
Agronorte

julho21

Butantã usará tecnologia russa contra a hepatite C


A hepatite C deixa a pele e os olhos amarelados

Brasil e Rússia assinaram acordo de cooperação tecnológica para desenvolvimento de vacinas e soros. O documento, firmado durante o encontro entre o presidente russo Vladimir Putin e Dilma Rousseff, abre espaço para que o Instituto Butantã, de São Paulo, venda a vacina tríplice bacteriana (contra difteria, tétano e coqueluche) e soros para neutralizar efeitos de picadas de cobras, escorpiões e aranhas para o Instituto São Petersburgo. Em troca, o instituto russo repassará tecnologia para produção de vacina contra hepatite C e pneumococos.

"Não falamos em valores ou em prazos. Esse foi o primeiro passo", afirmou o diretor substituto do Instituto Butantã, Marcelo de Franco, que foi a Brasília para assinar o protocolo. Ele conta que o principal interesse do instituto é incorporar tecnologia usada para o preparo da vacina contra hepatite C.

"O imunizante é feito a partir de partículas sintéticas do vírus da hepatite, uma vacina que ainda não é produzida no País e que tem baixa toxicidade", afirma. As técnicas usadas na produção da vacina de pneumococo também despertam a atenção dos integrantes do Butantã.

Além do instituto brasileiro e do russo, faz parte também do acordo a empresa pública russa Microgem. "Na primeira fase, vamos fazer visitas técnicas para identificar outras tecnologias que interessam aos institutos. Feito o diagnóstico, partimos para o intercâmbio de informações", disse Franco. A lista com produtos candidatos, afirmou, tem cerca de 15 itens.

Segundo Franco, acordos internacionais firmados têm como principal objetivo parcerias para produção e desenvolvimento de produtos. Entre eles, estão o feito com o National Health Institute (NIH) dos Estados Unidos, para produção da vacina da dengue e de rotavírus. Para que o fornecimento da vacina para a Rússia seja possível, o instituto terá de obter uma pré-certificação na Organização Mundial da Saúde. (Estadão)


Curtir Twittar Promover

julho21

Dunga deve ser anunciado técnico do Brasil na terça

Por indicação de Gilmar Rinaldi, Dunga deve ser anunciado como novo técnico da seleção brasileira nesta terça-feira, na sede da CBF, no Rio. 

Amigo do treinador desde os tempos de Internacional, no fim da década de 1980, o treinador deverá voltar à seleção quatro anos depois de ter sido demitido pelo então presidente da CBF, Ricardo Teixeira, ao final da Copa de 2010 na África do Sul.

Prestes a ser oficializada, a volta de Dunga teve participação direta de Rinaldi, nomeado diretor de seleções. José Maria Marin, atual presidente da CBF, e Marco Polo Del Nero, eleito para assumir a presidência em 2015, aceitaram de pronto a sugestão de Rinaldi e passaram a negociar com Dunga.

O contrato com o treinador e a CBF teria sido fechado na sexta-feira à noite. No sábado, às 7 horas, o portal da entidade publicou uma nota dizendo que o novo técnico da seleção seria apresentado na terça-feira, às 11 horas, na sede da CBF.

Confirmado sucessor de Felipão, Dunga pode apresentar na terça-feira a sua comissão técnica.

Em 2010, seu auxiliar direto foi Jorginho e a maioria dos assessores (médico, preparador físico, fisiologista e assessor de imprensa) também esteve com Felipão na Copa de 2014, encerrada no último dia 13.

A opção por Dunga agora segue a mesma linha adotada por Ricardo Teixeira em 2006. O então presidente da CBF queria um treinador linha dura para amenizar os efeitos da desastrosa preparação da seleção em Weggis, na Suíça, para a Copa da Alemanha.

Teixeira inventou Dunga como treinador - o ex-jogador, capitão do tetra, até então não tinha experiência na função de técnico de futebol. Era uma resposta do presidente da CBF à suposta falta de pulso firme de Carlos Alberto Parreira, treinador do Brasil na Copa de 2006.

Dunga assumiu e de pronto aceitou as ordens de Teixeira. Acabou com privilégios que alguns veículos de comunicação tinham com os jogadores e passou a tratar a imprensa como inimiga da seleção.

Na Copa de 2010, enclausurou os jogadores em um hotel dentro de um campo de golfe em Johannesburgo, na África do Sul, e só permitiu acesso aos atletas em entrevistas oficiais.

A campanha do Brasil naquele Mundial também foi modesta: venceu a Coreia do Norte por 2 a 1, derrotou Costa do Marfim por 3 a 1, e empatou sem gols com Portugal. Nas oitavas de final ganhou do Chile por 3 a 0 e perdeu para a Holanda por 2 a 1 nas quartas.

Antes do Mundial na África do Sul, Dunga havia conquistado a Copa América na Venezuela, em 2007. Dois anos depois, levou a Copa das Confederações disputada na África do Sul.

Um dia depois de demitir Dunga, Ricardo Teixeira revelou que estava arrependido de não ter feito a troca de treinadores antes da Copa. "Não se interrompe um voo quando o avião sobrevoa o mar", disse o presidente da CBF.

Marin e Del Nero, ao que parece, não levaram em consideração as ponderações de Teixeira na época e deverão apostar novamente no treinador gaúcho.

Nesta terça-feira, a dupla deve confirmar o tempo de contrato firmado com Dunga e os próximos passos do novo comandante da seleção brasileira.

Os primeiros compromissos do time serão em setembro, nos amistosos contra Equador e Colômbia nos Estados Unidos.


Curtir Twittar Promover

julho21

PT e PMDB disputam 75% dos eleitores nos Estados

O aliado mais importante do PT no governo federal será um de seus principais adversários nas eleições estaduais deste ano. Candidatos a governador petistas vão concorrer com peemedebistas em Estados que concentram 3 de cada 4 eleitores do país. 

As relações entre PT e PMDB nunca foram exatamente de lua de mel, mas 2014 marca um afastamento significativo entre os dois partidos nas disputas estaduais. As alianças vão abranger apenas 25% do eleitorado, metade da taxa registrada na eleição de quatro anos atrás.

Os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que, desde o início do primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006), o número de apoios mútuos entre PT e PMDB nas disputas para governador vem aumentando constantemente. Mas esse fenômeno se concentra nos Estados de menos peso eleitoral.

Em 2002, os dois partidos não dividiram nenhum palanque estadual. Mas isso ocorreu por imposição legal: o TSE determinou a chamada verticalização das alianças, ao proibir coligações nos Estados entre partidos que, no plano federal, eram adversários.

Na época, o PMDB apoiou formalmente o candidato tucano à Presidência, José Serra, e indicou a candidata a vice-presidente na chapa, a então deputada Rita Camata (ES). Essa aliança inviabilizou qualquer acordo entre peemedebistas e petistas nas disputas para governador.

De lá para cá, e sem a regra da verticalização, o número de Estados em que um dos dois partidos apoiou o outro passou de 5 em 2006 para 9 em 2010 e 10 neste ano. Hoje as siglas estão juntas em vários Estados com eleitorado pequeno, como Alagoas, Tocantins e Mato Grosso.

A única exceção é Minas Gerais, onde o PMDB apoia o candidato petista, Fernando Pimentel. Em 2010, os dois estavam juntos não apenas em Minas, mas também no Rio de Janeiro, no Paraná e no Ceará, Estados que estão entre os dez de maior eleitorado no Brasil.

Base fragmentada. Esse afastamento é, muitas vezes, explicado pela dinâmica da política local, mas também reflete o esfriamento da relação PT-PMDB na esfera federal. Isso foi notado primeiro no Congresso e, posteriormente, nas discussões para formação de alianças eleitorais em 2014.

Parte dos líderes peemedebistas passou a defender abertamente o rompimento com a presidente Dilma Rousseff e o apoio a seu principal adversário na corrida eleitoral, Aécio Neves (PSDB).

Os chamados dissidentes peemedebistas mostraram controlar cerca de 40% da cúpula do partido na convenção que aprovou, por 59% dos votos válidos, a permanência de Michel Temer (PMDB) como vice na chapa de Dilma. Em 2010, a aliança com os petistas foi aprovada por uma margem muito maior - quase 85%.

O PSB, integrante da base governista até meados do ano passado, se afastou ainda mais do PT nos Estados desde 2010, em função da mudança na conjuntura federal com o lançamento da candidatura do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos à Presidência.

Em setembro, o partido entregou os cargos que ocupava no governo federal e, de lá para cá, Campos tem feito críticas à gestão Dilma. Por ora, o candidato do PSB ainda poupa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de quem foi ministro entre 2004 e 2005.

Nas eleições estaduais de 2006, os dois partidos eram adversários em Estados que somavam 51% do eleitorado nacional. Agora, esse número passou para 88% - ou seja, quase 9 em cada 10 eleitores.

A chegada do PT ao poder federal impulsionou a "promiscuidade" do partido nas disputas estaduais. Quando faziam oposição ao governo Fernando Henrique Cardoso, os petistas só fizeram coligações regionais com 36% dos partidos existentes em 1994 e 52% das legendas de 1998.

Em 2002, com a verticalização e Lula ainda candidato sem vitória no currículo, a taxa foi a 55%. E só cresceu nos anos seguintes: 64%, 73% e 77% em 2006, 2010 e 2014.

Já o PMDB sempre se relacionou com diversos parceiros: em 1998, o arco de alianças estaduais incluiu 93% dos partidos existentes. Na eleição seguinte, com a verticalização, a taxa caiu para 38%. Depois, foi a 89% (2006), 85% (2010) e 87% (2014). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Curtir Twittar Promover

julho21

Túnel do Complexo Viário Dom Eugênio Sales será entregue hoje

Aos poucos as obras de mobilidade urbana de Natal estão sendo entregues. Nesta segunda-feira (21) será a vez do  túnel da rua Raimundo Chaves, que faz a ligação da marginal da BR-101 à rua São José e cruzando a avenida Prudente de Morais, juntamente com duas passarelas (a da Prudente de Morais, próximo à Arena das Dunas, e da avenida Lima e Silva/Morais Navarro, em frente ao Sebrae). Por volta das 17h estarão liberados.

O túnel será  terá mão-dupla e os motoristas poderão trafegar tanto em direção à BR-101 quanto ao Alto da Candelária e Fórum Miguel Seabra Fagundes.

Com isso, no complexo viário restará a entrega somente do viaduto da BR-101, prevista para o fim deste mês. Além das obras de mobilidade do complexo Dom Eugênio Sales, ainda faltará a finalização dos serviços na avenida Jerônimo Câmara, com o túnel de macrodrenagem, e a finalização da padronização das calçadas e pontos de ônibus, que ainda não têm data confirmada para ocorrer.


Curtir Twittar Promover

julho21

Robô subaquático atuará na manutenção das usinas hidrelétricas

No final da semana passda foi apresentada, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), uma pesquisa voltada para desenvolver, até fevereiro de 2015, um robô subaquático para aprimorar a operação dos painéis das comportas de manutenção das usinas hidrelétricas (stoplogs). O projeto tem parceria com a empresa Energia Sustentável do Brasil (ESBR) e foi  Iniciado em outubro do ano passado. Os pesquisadores querem desenvolver uma tecnologia que reduza prejuízos com paradas nas turbinas, diminuindo o tempo que elas ficam desligadas.

O professor Ramon Costa explicou que "para cada turbina, são dois mergulhos. É um processo demorado e muito custoso" . Segundo o pesquisador, o custo de uma hora com a máquina parada passa de R$ 10 mil, somando cerca de R$ 250 mil em um dia.

O projeto foi financiado pela empresa ESBR, responsável pela operação e construção da Usina Hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, onde grande quantidade de partículas deixa a água turva e se acumula, dificultando a movimentação dos stoplogs depois do serviço de manutenção. O robô, então, fornecerá informações para que o operador possa trabalhar com mais subsídios, substituindo os mergulhadores que atualmente são chamados para conferir a situação do stoplog quando a turbina está parada e a destravá-lo, quando necessário.

Uma equipe de sete pesquisadores está oficialmente inscrita no projeto pelo Coppe-UFRJ, e mais três cientistas da universidade trabalham como colaboradores. O primeiro teste completo do Rosa deve ser realizado em setembro, e a previsão do coordenador do projeto é que toda a tecnologia necessária para concluí-lo deve estar pronta até o fim deste ano.


Curtir Twittar Promover

julho21

Previsão para crescimento da economia em 2014 cai pela oitava semana seguida

Analistas de instituições financeiras reduziram pela oitava semana seguida a estimativa para o crescimento da economia neste ano. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu para 0,97%. Na semana passada, a previsão era 1,05%. Para 2015, a estimativa segue em 1,50%.

A estimativa para a expansão da produção industrial, este ano, também piorou, ao passar de retração de 0,9% para 1,15%. Para 2015, a estimativa foi ajustada de 1,8% para 1,7%, em 2015.
A previsão para o superávit comercial (saldo de exportações menos importações) foi ajustada de US$ 2,01 bilhões para US$ 2 bilhões, este ano, e de US$ 9,4 bilhões para US$ 9,8 bilhões, em 2015.

A estimativa para o saldo negativo em transações correntes (registros de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior) foi ajustada de US$ 80,75 bilhões para US$ 81,5 bilhões, em 2014, e de US$ 75 bilhões para US$ 74,1 bilhões, este ano.

A projeção para a cotação do dólar passou de R$ 2,39 para R$ 2,35, em 2014, e segue em R$ 2,50, no próximo ano. A expectativa das instituições financeiras para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) segue em US$ 60 bilhões neste ano, e em US$ 55 bilhões, em 2015.

A projeção das instituições financeiras para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB foi ajustada de 34,8% para 34,85% neste ano, e segue em 35%, em 2015. (Agência Brasil)


Curtir Twittar Promover
publicidade
DNA Center

julho20

A escola que Rubem Alves sonhou

 Foto: A ESCOLA QUE RUBEM ALVES SONHOU, é o meu artigo de hoje, já publicado em www.marceloabdon.com.br . Conto com a sua leitura.
As críticas são bem-vindas.
Obrigada!!!

 

Por *Cláudia Santa Rosa

 
Começo da tarde, terceiro sábado de julho, 2014. A notícia: “O escritor e educador Rubem Alves morreu aos 80 anos”. Pensei: partiu o homem pássaro para fazer, não sei, talvez o seu último voo, um voo para o infinito. Logo a notícia se espalhou nas redes sociais e com ela, de forma surpreendente, inúmeras homenagens: fragmentos de textos do poeta, do educador, do homem da palavra. Fiquei tentada a postar algo bonito, escrito por ele, mas preferi silenciar e refletir.

Tenho uma certeza: por mais que o lado ácido da academia ainda não tenha dado a devida atenção à obra sensível de Rubem Alves, o Brasil perdeu um dos seus educadores e pensadores mais brilhantes, do nível de Anísio Teixeira e Paulo Freire, apenas para citar esses dois ícones.

Aproximei-me da obra de Rubem Alves somente em 2003, quando decidi que pesquisaria a Escola da Ponte para defender a minha tese de doutorado em educação. Li muitos textos, sobretudo artigos, contos e crônicas. Fui ouvi-lo em encontros de educação e literários. O seu jeito fascinante de prender o leitor repetia-se nas palestras, simplesmente encantador.

“A escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir”, o livro de Rubem Alves que esperei pouco mais de dois anos para lê-lo. Um verdadeiro poema sobre a educação libertadora, escrito a partir do seu encontro com a Escola da Ponte. Sim, evitei ler o Rubem antes de realizar a pesquisa. Temia me deixar guiar pelo jeito que ele viu aquela escola, surpreendentemente singular. Recordo-me as muitas vezes em que olhei para o livro e tanto o desejei. Era uma atração movida pela curiosidade, pela descoberta do que tanto ele teria dito. Lembrei-me da protagonista de “Felicidade Clandestina”, o texto magistral de Clarice Lispector.

Estava em campo fazia pouco mais de três meses. Senti-me preparada e, finalmente, li o livro. Na verdade degustei cada ideia, estudei enriquecida pela realidade que agora eu conhecia. Lá estavam crônicas de encantamento, metáforas perfeitas, numa bela costura de teorização da escola dos seus sonhos. Rubem Alves contou, com os olhos de pássaro, o que/como viu na/a Escola da Ponte.

Assim como foi para ele, revelação registrada na página 31 do livro, a Ponte também foi para mim “uma experiência de iluminação”. Em seguida, afirmou: “Minha grande paixão é a educação. Não posso me conformar com os absurdos que perpassam nossas rotinas escolares: o sofrimento das crianças, a perda de tempo, os esforços desnecessários, os esforços inúteis, os esforços absurdos (...)”. Ora, a improdutividade das nossas escolas é de uma agressão sem limites à tolerância de um educador minimamente comprometido com a educação de crianças e jovens.

Avessa às práticas escolares inspiradas na linha de montagem de fábrica, a Escola da Ponte há mais de 35 anos aposta na pessoalidade, em crianças e jovens com interesses, necessidades e objetivos de aprendizagens únicos. Rubem Alves evocou o processo artesanal – que dispensa modelos, padronizações – para descrever o jeito de trabalhar e aprender pontista, consubstanciado pela “disciplina, concentração, alegria e eficiência”.

O que mais dizer de uma escola que rompeu com todos os paradigmas hegemônicos? A Ponte assim se fez, por entender que era necessário respeitar as crianças e os jovens. Aboliu paredes, a sala de aula, a aula, o professor solitário com os alunos, a turma, o diário de classe, o toque, o livro de ponto, a sala dos professores, a mesa do professor, as carteiras ou mesas individuais, as provas, o planejamento diário do professor. Aboliu os corriqueiros pedidos de silêncio, o castigo, a exclusão.

A Ponte construiu os seus próprios dispositivos pedagógicos. É única, singular, porque entende que tem que ser assim. A Escola da Ponte é mais do que um prédio, do que uma instituição de ensino. É um projeto de formação de pessoas fraternas, solidárias, autônomas, responsáveis, competentes, cidadãs, do modo como sonhara Rubem Alves.

Como diz sempre o José Pacheco, o seu idealizador, a “Escola da Ponte mostrou que a utopia é realizável”. E é! Rubem Alves viu com os seus olhos de pássaro. Fátima, Celso, Júlio, Rosely, Ricardo, Alexandre, Carla, Jane, Thais, Gabriela, Ana Lúcia... muitos viram que é possível. Eu também vi!
 

*Educadora e Diretora Executiva do Instituto de Desenvolvimento da Educação – IDE ( educadora@claudiasantarosa.com )


Curtir Twittar Promover
publicidade
escola_escritorio

julho20

Programa Bancada Rural enfoca Brics

Brasil tem mais de cinco mil propriedades rurais (Canal Rural/Reprodução)

CLIQUE AQUI e assista ao programa completo do Bancada Rural que discute a reunião da cúpula dos Brics - associação entre Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul - em Fortaleza (CE), realizada na última semana.

A apresentadora Kellen Severo recebeu no estúdio o professor Tharcisio Souza Santos, diretor do MBA da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), juntamente dos comentaristas Ivan Wedekin e Miguel Daoud, para debater a real importância e as peculiaridades deste conjunto de países, que foi agrupado por uma instituição financeira em 2001 e desde então já representa 21% do PIB mundial e se prepara para estruturar seu Banco Comum de Desenvolvimento.


Curtir Twittar Promover
publicidade
Pet Stop

julho20

Produção de orgânicos transforma a realidade do semiárido potiguar

Produtora Geisa Maria Nascimento se anima com o cultivo de hortaliças

Foto: Fred Veras

Na paisagem seca do Semiárido Nordestino, uma imagem, cada vez mais comum, chama a atenção. Faixas de terra circulares, onde o verde predomina, é o sinal de que já chegou ali a tecnologia social da Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS). Mas além de atrair olhares, a cor inconfundível que brota da terra em forma de hortaliças e leguminosas está transformando a vida de pequenos produtores rurais. A garantia de renda e melhoria na qualidade de vida obtidos por meio da produção de alimentos orgânicos apontam que o campo ainda é uma alternativa viável de oportunidade de negócios.

No Assentamento Lagoa de Xavier, a 25 quilômetros de Mossoró, a produção agroecológica, instalada no Estado por meio de parceria entre o Sebrae no Rio Grande do Norte e a Fundação Banco do Brasil, se tornou a principal fonte de renda para o produtor Francisco França. Apresentado ao projeto há cerca de sete anos, ele comemora os bons resultados e o crescimento da produção e do consumo de orgânicos na região.

“Lembro quando tudo começou. Era muito difícil tanto para mudar nossa mentalidade, de que a produção orgânica é interessante, como também porque a demanda ainda era muito pequena. Hoje estou mais do que satisfeito com o trabalho e com a renda que tenho”, comemora.

Na área de aproximadamente um hectare, onde cultiva hortaliças como rúcula, alface, cebolinha, coentro, couve folha, pimentão, tomate cereja, cebola, beterraba e repolho, ele também aposta em frutas como goiaba, mamão e banana. Segundo ele, o aumento na produção supera os 200%.

A maioria dos produtos é destinada à Feira Agroecológica de Mossoró, que acontece todos os sábados, no largo do Museu Municipal Lauro da Escóssia Rosado. Semanalmente França comercializa em média 15 quilos de tomate, 150 maços de coentro, 10 pacotes de cebola, além de outros produtos. O restante da produção é comercializado por meio de programas governamentais ligados à agricultura familiar.

“Eu não poderia estar mais feliz e orgulhoso, sabendo que estou oferecendo alimento de qualidade e ajudando a disseminar a cultura dos orgânicos, e ainda tendo uma renda mensal que cresce a cada mês”, atesta o produtor, que já trabalha com um auxiliar e pretende contratar outro para dividir as tarefas.

Orgulho feminino

Em outro extremo da área rural de Mossoró, no Assentamento Recanto da Esperança, a produtora Geisa Maria do Nascimento é mais um exemplo de que o conhecimento transforma. Acostumada a lidar diariamente com as atividades domésticas, ela descobriu, por meio da produção orgânica, como ter fonte de renda no meio rural para ajudar no sustento da família. “Antes eu nem sabia o que era orgânico, e hoje em dia, quando estou no pico da produção, chego a ter uma renda de R$ 1.200 por mês só com a venda dos produtos na feirinha. Quando era que teria um salário desses aqui, no assentamento?”, questiona.

Geisa conta que ingressou no grupo de produtores de orgânicos há seis anos, e, desde então, esta a principal fonte de renda da família de quatro integrantes. Ela e o marido revezam nas tarefas com a terra. Desde o preparo da calda nutritiva à base de esterco para fertilizar o solo até a colheita dos produtos, sejam eles hortaliças, legumes, frutas, mel ou ovos de galinha caipira. “A gente divide as tarefas e garante bons resultados na colheita. Sou muito orgulhosa do que faço e cada dia procuro buscar mais conhecimento para crescer cada vez mais”, garante.

Em meio ao plantio dos mais diversos tipos de hortaliças também acontece uma outra etapa do processo. O viveiro de mudas instalado no terreno retrata o bom momento do negócio e é prova do ritmo contínuo de produção adotado na produção.

O cultivo de mudas é fruto de capacitações promovidas pelo Sebrae-RN desde o início do projeto e tem no esterco animal peneirado a principal fonte de nutrientes. Devido ao aumento na procura, semanalmente são produzidas quatro novas bandejas de mudas, de variados tipos de folhagens e leguminosas.

“Recebemos toda a orientação e colocamos em prática a cada dia, testando novos produtos, que variam de acordo com a época do ano. Durante todo esse tempo adquirimos muito conhecimento, mas quero aprender ainda mais”, garante o produtor.

De acordo com o consultor credenciado do Sebrae-RN, Roberto Brígido, o trabalho de orientação vai mais além. Para garantir uma produção eficiente, são realizadas capacitações em diversos âmbitos do negócio. Desde o manejo até a gestão do negócio. “A ideia é preparar os produtores para que, além de produzirem alimentos com qualidade, dentro dos padrões de segurança alimentar exigidos, eles possam ter noções de como gerir o negócio, que na maioria dos casos, é a única fonte de renda da família”, pontua. (Agência Sebrae RN)


Curtir Twittar Promover
publicidade
Agronorte

julho20

1000 homicídios no RN em menos de sete meses

As estatísiticas revelam que na última sexta-feira (18), o Rio Grande do Norte contou o seu homicídio de número 1000, uma média de 5,04 assassinatos por dia, o que revela o quadro de insegurança que assusta a população.

No topo da lista de homicídios estão os município de Natal com seus 337 casos, Mossoró com 98, Parnamirim com 84, São Gonçalo do Amarante com 46, Macaíba com 35 e Ceará Mirim e São José de Mipibu com 33 casos em cada. São mortes intencionais de motivações das mais variadas.

De acordo com os dados do monitoramento, em apenas 0,3% dos casos não houve qualquer meio de identificação do gênero da vítima, no restante, 93,1% dos homicídios foram contra homens e 6,6% contra mulheres. As vítimas abaixo de 15 anos totalizaram 1,8% das ocorrências e aquelas sem idade identificada chegaram a 6,6% dos casos. Foram 59,3% de pessoas pertencentes à faixa etária compreendida entre 15 e 29 anos, as acima dessa faixa 32,3%, ou seja, 61,1% pertenciam à população jovem do estado.

No Agreste Potiguar foram 7% de jovens menores de 29 anos de idade que perderam a vida de forma violenta intencional. Na Central Potiguar esse total chega a 5% e na Oeste outros 25%, ficando a maior parte das vítimas, 63% delas, para região mais perigosa do Rio Grande do Norte, o Leste Potiguar, justamente por abrigar a maior parte dos municípios pertencentes à Região Metropolitana de Natal.


Curtir Twittar Promover

julho20

"#Salve o Parque das Dunas" seguirá até o meio dia

Iniciada às 12h de ontem, segue até o meio-dia deste domingo, a ação ambiental “#Salve o Parque das Dunas”. A movimentação acontece  no giradouro da Avenida Roberto Freire, em Ponta Negra e tem por objetivo conscientizar sobre a importância de preservar uma das últimas reservas remanescentes de Mata Atlântica no país que possui pouco mais de mil hectáres.

Estão sendo distribuídos panfletos informativos sobre a importância da área para a saúde da população e feita a adesivação de cerca de dois mil veículos. É questionado, pelos organizadores do movimento, o projeto de reestruturação da Roberto Freire pelo fato de implicar na desapropriação de 4,5 hectares do parque.

O Parque da Dunas é uma opção de lazer e turismo ecológico e possui ecossistemas litorâneos importantes como restinga e dunas, além de espécies com risco de extinção, como orquídeas. Outras reservas importantes de Mata Atlântica do RN, são a Mata da Estrela, em Baia Formosa; o Santuário de Pipa e o Chapadão de Tibau do Sul e pequenos trechos de mata em Nísia Floresta.


Curtir Twittar Promover

julho20

Recuperação da área de Mãe Luiza afetada pelas chuvas terá R$ 3,4 milhões

Na próxima quarta-feira (23), o prefeito de Natal, Carlos Eduardo(PDT), acompanhado do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB), terá audiência no Ministério da Integração, oportunidade em que levará o projeto definitivo para construção de casas e recuperação das áreas afetadas pelas chuvas, em Mãe Luíza. 

Através da portaria número 191, publicada no Diário Oficial da União, foram autorizados o empenho e repasse de recursos para as obras em Mãe Luiza,  na ordem de R$ 3,4 milhões. Trata-se do primeiro recurso solicitado pela prefeitura de Natal que por meio de decreto pediu o reconhecimento, pela Defesa Civil Nacional de estado de emergência na capital potiguar.

Inicialmente será feita a recuperação das áreas comuns e em seguida as casas serão reconstruídas ou recuperadas.

 


Curtir Twittar Promover

julho20

Pássaro de Fogo - Paula Fernandes


Curtir Twittar Promover

julho19

'Vou sair', diz menino de 12 anos ao confessar assalto em Natal

Linha 21 foi assaltada por menino de 12 anos e adolescente de 16 (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
(Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Um adolescente de 12 anos, portando um revólver calibre 32, foi um dos responsáveis pelo assalto a ônibus da linha 21, na noite desta sexta-feira (18), na Zona Oeste de Natal. Em entrevista à Inter TV Cabugi, o menino admitiu o crime e disse que pretendia largar os assaltos. "Vou sair se Deus quiser", afirma o garoto, que cometeu o assalto com um adolescente de 16 anos. Os dois foram apreendidos.

Na entrevista, o menino contou, ainda, como aconteceu o assalto ao ônibus, que faz o trajeto entre as zonas Leste e Oeste da cidade. Pedi parada, subi no ônibus, puxei a arma e anunciei o assalto. Peguei os celulares e ele o dinheiro", relatou.

Cerca de 20 passsageiros estavam no ônibus, além do motorista e do cobrador. Foram levados celulares, carteiras e bolsas das vítimas. Os dois foram detidos por policiais da Ronda Escolar da Polícia Militar quando tentavam fugir a pé.

Sobre a arma, o garoto conta que comprou junto com o adolescente porque os dois têm inimigos. Ele afirma que já atirou, mas nunca matou ninguém. Na Delegacia de Plantão da Zona Sul, o menino ainda confessou ter participado de outros cinco assaltos recentes e revelou que comete crimes desde os 10 anos de idade.

Do lado de fora, a tia Dalvanira da Silva relatou que a violência começou cedo na vida do garoto. "Mataram o pai dele na frente dele e a mãe morreu na minha porta. Quero conseguir um internamento para ele pois não aguento mais sofrer", afirma a tia. (G1RN)


Curtir Twittar Promover