Natal(RN), Segunda-Feira, 30 de Maio de 2016

    maio30

    Facebook começa apresentar anúncios fora da rede social também para não usuários

    O Facebook está expandindo sua rede de publicidade para além de suas próprias fronteiras, abrangendo os usuários da Internet que nem sequer utilizam a rede social. A intenção é oferecer às marcas anunciantes melhores anúncios, tanto dentro e fora do Facebook. Um analista do setor disse que a medida permitirá ao Facebook estender seu alcance em publicidade móvel, e que deve significar aumento de receitas para a maior rede social do mundo.

    ´A publicidade digital é um negócio muito grande´, disse Ezra Gottheil, analista da Technology Business Research. ´A iniciativa do Facebook é realmente boa para os anunciantes também. Eles não querem mostrar anúncios para as pessoas que não querem vê-los. Isso diminui a experiência no site de conteúdo.´

    As sementes deste novo movimento começou há dois anos, quando a empresa lançou a Facebook Audience Network, destinada a ajudar os anunciantes a estender seu alcance para além do Facebook, em outras aplicações móveis.

    Com esse esforço inicial, o Facebook só mostrou anúncios em outros sites para os usuários que tiveram suas próprias contas no Facebook. A partir desta semana, isso muda.

    ´Hoje, estamos expandindo a Audience Network para que os editores e desenvolvedores possam mostrar melhores anúncios para todos - incluindo aqueles que não utilizam ou não estão ligados ao Facebook´, escreveu Andrew Bosworth, vice-presidente de Publicidade e Plataforma de Negócios do Facebook, em um post no blog da rede social. ´Uma das coisas que temos ouvido das pessoas é que muitos dos anúncios que vêem são irritantes e enganosos. Achamos que as empresas podem fazer melhor, e é por nisso que temos focado. Na melhoria dos anúncios dentro e fora Facebook . (Terra)

    Isso significa que o Facebook não só vai estar acompanhando a navegação de seus próprios usuários, mas também a dos não usuários. Para isso está previsto o uso de cookies e botões de social login e plug-ins embutidos em sites de terceiros.

    A rede social passará a agir um pouco como uma corretora de anúncios, disse Gottheil.

    ´Eles farão contratos com anunciantes e agências para colocar os anúncios, e com outros locais para exibi-los", disse. "Usarão cookies de rastreamento para apontar os anúncios certos para as pessoas certas. A diferença é que também têm Facebook. têm o seu próprio espaço de exibição de anúncios,onde sabem um monte sobre os usuários.´

    publicidade
    ide

    maio30

    Não caia no golpe do falso cupom do Burger King no WhatsApp

    Um novo golpe virtual começou a se propagar no WhatsApp. Dessa vez, os cibercriminosos usam falsos cupons de desconto na rede de lanchonetes Burger King para atrair vítimas. A campanha oferece um desconto no valor de R$ 50 nas lojas da rede, mas seu objetivo é inscrever as vítimas em diferentes serviços de mensagens paga, sem que as mesmas percebam.

    Segundo especialistas da empresa de egurança Eset, o golpe consiste em enviar uma mensagem proveniente de um contato conhecido ou de algum grupo existente do WhatsApp, convidando as pessoas a participar de uma pesquisa e compartilhá-la com seus contatos para obter o cupom de desconto no valor de R$ 50.

    Ao clicar no link do falso voucher, o usuário é direcionado para uma página para responder quatro questões, que incluem frequência de visitas às lojas da rede, se é cliente Burger King, se já usou algum cupom de desconto e ainda qual a distância da loja mais próxima de sua casa. O objetivo das perguntas é desviar a atenção da vítima, que em um esforço para ganhar um dos 150 cupons restantes, continue a responder às perguntas.

    Em seguida​​, o usuário é avisado da disponibilidade de 14 cupons de desconto. Na etapa seguinte, a vítima se torna o principal propagadora do golpe, uma vez que para ganhar o falso prêmio deve antes compartilhar a pesquisa com dez amigos ou em três grupos do WhatsApp.

    Passada essa etapa, uma mensagem informa que falta somente uma única ação para finalizar o processo para recebimento do voucher.

    Para que a vítima finalize rapidamente o processo, uma imagem exibe a mensagem de que a "oferta é válida durante os próximos 225 segundos” ou por quatro minutos. Dessa forma, o usuário acaba aceitando as condições sem prestar atenção ao conteúdo. Na sequência, uma nova mensagem é exibida, informando que a vítima não ganhou o voucher, mas que receberá outras promoções.

    ´Esse tipo de golpe que usa engenharia social tem ficado cada vez mais frequente. Nos últimos meses, verificamos uma série de golpes do voucher falso propagadas via WhatsApp que usam marcas famosas, como Zara, Starbucks, McDonalds, entre outras. Por esse motivo, a Eset temos feito um intenso trabalho de educar e conscientizar as pessoas sobre os riscos a que estão expostos e como se manterem protegidos de golpes como esse´, afirma Camillo Di Jorge, Presidente empresa no Brasil.

    Um diferencial desse golpe do Burger King é que os cibercriminosos acrescentaram uma linha de código que não permite que buscadores, como o Google ou Bing, consigam indexar o conteúdo falso, usando a função ´noindex´. Dessa forma, a campanha permanecerá mais tempo sem ser detectada e só será acessada pelas vítimas que acessarem diretamente o link. Identificada inicialmente no Brasil, a campanha falsa também foi detectada em países de língua italiana, espanhol, inglês e alemão.

    Para ajudar os usuários, a Eset listou cinco dicas de como evitar cair em golpes como esse:

    · Não clique em links estranhos ou suspeitos enviados por meio de mensagens de texto, WhatsApp ou outros aplicativos de mensagens ou redes sociais.
    · Nunca forneça informações pessoais, se a fonte não é confiável.
    · Não instale aplicações de repositórios não oficiais.
    · Não compartilhe mensagens suspeitas ou que pareçam não vir de uma fonte confiável.
    · Use uma solução de segurança que bloqueie aplicações maliciosas ou sites fraudulentos. 

    publicidade
    DNA Center

    maio30

    ´Minha convicção é que houve estupro´, diz delegada da Dcav

    A delegada responsável pelo caso de estupro de uma jovem de 16 anos na Zona Oeste do Rio afirmou, em entrevista nesta segunda-feira (30), que está convicta de que houve o estupro. As principais provas são o depoimento da vítima e vídeo divulgado nas redes sociais pelos suspeitos. A polícia, entretanto, ainda não tem elementos para confirmar a versão de que 33 pessoas participaram do crime.

    ´Minha convicção é que houve estupro. Tanto que está no vídeo. Quero provar agora é a extensão desse estupro. Se foram cinco, dez, trinta´ disse Cristiana Bento, delegada titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). ´O vídeo prova o abuso sexual, além do depoimento da vítima´afirmou a delegada, acrescentando que, na avaliação dela, o vídeo prova ainda o estupro coletivo.

    O chefe da polícia Civil, Fernando Veloso, explicou que a investigação se debruça sobre dois momentos: o vídeo, que mostra provas e envolvimento de alguns suspeitos, e o momento anterior, do estupro coletivo denunciado, que está na fase de coleta de provas e depoimentos – não há ´prova técnica´, para o delegado, da participação de 33 pessoas.

    Para a Polícia Civil, porém, é claro que houve estupro coletivo porque o vídeo mostra um homem tocando a adolescente e vozes de outros, no mesmo ambiente. Sobre o vídeo, os suspeitos podem ser indiciados por estupro de vulnerável e produção, armazenamento e distribuição de pornografia com menores de idade, de acordo com os artigos 240 e 241A do Código Penal.

    De acordo com a perita legista do Instituto Médico Legal (IML), Adriane Rego, não foi constatada violência física no exame. A perita ressaltou, no entanto, que o exame foi feito cinco dias depois do ocorrido. O inquérito corre em segredo de Justiça.
    Cristiana Bento explicou que o fato de o exame físico não constatar lesão na vítima não quer dizer que não houve o crime.

    ´Nesse tipo de investigação, pode não ter acontecido lesão e haver estupro; e pode ter acontecido lesão e não ter acontecido estupro´, explicou. ´Se ela estava desacordada não vai ter lesão, porque ela não ofereceu resistência´, acrescentou a delegada.
    Veloso afirmou que o fato de que os pedidos de prisão de seis suspeitos ter acontecido nesta segunda-feira e não antes está sendo avaliado, assim como a conduta do delegado Alessandro Thiers, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, que não está mais no caso. Ele afirmou, entretanto, que pesou a experiência de Bento no trato com vítimas de violência sexual e disse que a Thiers já contribuiu com a relação.

    ´Pessoalmente entendo que não era conveniente que o delegado Alessandro Thiers não tivesse na investigação, até para preservá-lo´ diz Veloso. Ele admitiu então, que Cristiana Bento tem mais conhecimento na questão do trato com a vítima. ´Mais até do que eu´, afirma. (G1) 

    publicidade
    escola_escritorio

    maio30

    Casa Branca é fechada por pacote suspeito, diz agência

    A ala norte da Casa Branca, em Washington, foi fechada nesta segunda-feira (30) por conta de um pacote suspeito, disse um funcionário do Serviço Secreto à agência de notícias Reuters. O funcionário disse que está sendo feita uma verificação de materiais perigosos.

    O presidente Barack Obama estava na Casa Branca no momento em que foi fechada, segundo a Reuters. Os jornalistas que estavam na residência oficial foram impedidos de sair do complexo.
    Um suspeito foi preso, de acordo com uma rádio local que cita um funcionário federal.

    O fechamento parcial é feito no Memorial Day, feriado que lembra os militares que morreram em guerra. Mais cedo, Obama visitou o cemitério Arlington como parte das celebrações deste feriado. (G1)

    publicidade
    ide

    maio30

    Chuva forte deixa quatro mortos no Recife e em Olinda

    O temporal que caiu no Grande Recife deixou quatro pessoas mortas, nesta segunda-feira (30). Três delas foram vítimas de um deslizamento de barreira registrado em Águas Compridas, em Olinda. Um óbito aconteceu por causa de queda de encosta em Passarinho, na Zona Norte da capital pernambucana. Em seis horas, choveu 200 milímetros, o equivalente a 67% do esperado para o mês de maio inteiro. Universidades federais e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) suspenderam as atividades durante todo o dia.

    A Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) confirmou as três mortes provocadas por um deslizamento de barreira ocorrido em Olinda. As vítimas do acidente são uma criança de sete anos e duas mulheres. O desmoronamento aconteceu no fim da madrugada desta segunda-feira (30). São os primeiros óbitos registrados na cidade, no período chuvoso deste ano.

    No Recife, a vítima foi uma criança de 4 anos. É segundo óbito notificado na capital pernambucana este ano, em decorrência do período chuvoso. O outro ocorreu em abril, também na Zona Norte.

    Em Águas Compridas, o Corpo de Bombeiros realizou uma operação de buscas na Primeira Travessa do Amanhecer, perto da Ladeira do Giz. Um carro do Instituto de Medicina Legal (IML) chegou ao local por volta das 9h30. Dois jovens ficaram feridos e foram levados para a casa de parentes após o resgate. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das pessoas.

    Também segundo moradores, as duas vítimas foram resgatadas pelos próprios vizinhos, já que a equipe da Defesa Civil ainda não chegou à localidade. O plantão do órgão municipal informou que a equipe não conseguiu sair do prédio e está ilhada. 

    publicidade
    Agronorte

    maio30

    Revitalização da cajucultura em Serra do Mel será debatido em Mossoró

    Na próxima terça-feira (30), técnicos da Emater-RN da região de Mossoró, e representantes da Ufersa, Emparn e Banco do Nordeste se reúnem para discutir aspectos técnicos sobre a cajucultura na região de Serra do Mel.

    O encontro será às 15h30, na sede do Banco do Nordeste em Mossoró, onde os participantes formularão um calendário de atividades relacionadas à cultura do caju, como por exemplo, melhor época de plantio, substituição da copa do cajueiro e de calagem, que consiste na utilização de calcário no solo para correção de acidez, entre outros itens.

    Essa reunião é parte do Projeto de Reestruturação da Cajucultura em Serra do Mel, através de um trabalho sistemático de extensão rural e orientação técnica aos cajucultores, através da organização social das famílias envolvidas, garantindo o acesso as políticas públicas trabalhadas pela instituição promovendo desenvolvimento ao município. (Agora RN) 

    publicidade
    ide

    maio30

    Idosa deixa hospital psiquiátrico após passar mais de 60 anos internada

    Uma idosa de 95 anos deixou nesta semana o Hospital Vera Cruz, em Sorocaba (SP), após passar mais de 60 anos internada em hospitais psiquiátricos. A paciente foi levada para São Paulo, onde passará a morar com um dos filhos.

    De acordo com o pronturário da paciente, que nasceu em 1921, a primeira internação aconteceu em abril de 1952 no Hospital Psiquiátrico do Juquery, em Franco da Rocha (SP). Ela ficou no local até 2006, quando foi transferida para o Hospital Mental, em Sorocaba. O local foi fechado em julho de 2014 e a idosa foi levada para o Vera Cruz.

    Com isso, ela se tornou a paciente mais velha a deixar o tratamento na cidade, segundo a coordenadora de Saúde Mental de Sorocaba, Mirsa Elisabeth Dellosi. Os pacientes do hospital, que passa por um processo de desintitucionalização, serão levados para Residências Terapêuticas (RTs) ou casas de familiares.

    A saída da idosa, que não teve a identidade divulgada, já vinha sendo discutida com a família da paciente após o filho demonstrar interesse em levar a mãe para casa.

    De acordo com Mirsa, ele fez alterações na residência, como a construção de um quarto com banheiro a levar a idosa. Ela conta ainda que informações da família davam conta de que a mãe havia sido internada quando o filho, que a levou para morar em São Paulo, tinha dois anos de idade.

    Volta para casa
    A saída aconteceu na manhã fria de terça-feira (24), quando a paciente foi preparada pela equipe do hospital para voltar para casa. Mostrando-se forte fisicamente, apesar da idade, sem conversa, acompanhou toda a movimentação atentamente. Mirsa conta que, assim que o filho chegou, recebeu orientações dos profissionais, pegou medicamentos para a mãe e seguiram rumo a São Paulo. ´Agora vamos pra casa mãe´, resumiu o filho naquele momento.

    Como última despedida, o trajeto da paciente até o carro foi acompanhado de outros internos e de funcionários da unidade, que todo esse tempo admiraram a força de vontade dessa mulher, após décadas de enclausuramento psiquiátrico.

    Com essa nova alta médica, 426 pacientes permanecem internados no Hospital Psiquiátrico Vera Cruz. Segundo Mirsa, outros 60 pacientes paulistanos serão encaminhados para casas de parentes em junho, outros 60 pacientes paulistanos serão encaminhados para seis RTs em São Paulo.

    Em julho, outros 125 sorocabanos serão transferidos para 14 RTs que estão sendo implantadas em Sorocaba. Além de outras 17 altas médicas já programadas. Atualmente, Sorocaba possui 26 residências terapêuticas, segundo a prefeitura.

    As mudanças atendem um Termo Ajustamento de Conduta (TAC) entre as prefeituras de Sorocaba, Salto de Pirapora (SP) e Piedade (SP), e os Ministérios Públicos Federal e Estadual, assinado em dezembro de 2012. O acordo estabelece a completa desinstitucionalização de pacientes de saúde mental na região até dezembro deste ano, com o fechamento dos hospitais. (G1)

    publicidade
    Assembleia RN

    maio30

    Brasil supera Argentina e Colômbia em número de leitores, diz pesquisa

    O Brasil superou Argentina e Colômbia em número de leitores em 2015, segundo análise do Centro Regional de Fomento ao Livro na América Latina e no Caribe (Cerlalc), da Unesco. Os dados fazem o cruzamento da mais recente pesquisa do Ibope sobre o tema com outros levantamentos do centro. De acordo com o Cerlalc, 85% dos argentinos, 78% dos brasileiros e 77% dos colombianos são leitores.

    Em 2015, brasileiros leram 4,7 livros, enquanto argentinos leram três e, colombianos, dois livros. Já para aqueles que se consideram leitores os números são outros - brasileiros leram 7,7 livros em 2015, enquanto argentinos leram seis livros e colombianos 4,2 livros.

    A análise do Cerlalc tem parâmetro diferente da realizada pelo Instituto Pró-Livro (IPL). Eles consideram como leitor a pessoa que leu alguma obra nos últimos 12 meses. O IPL adota o intervalo dos últimos três meses antes da pesquisa, por isso concluiu que 56% dos brasileiros são leitores.

    Os dados foram expostos durante apresentação da 4ª Edição da pesquisa "Retratos de Leitura no Brasil", realizada pelo Ibope sob encomenda do Instituto Pró-Livro. Desde a segunda edição, o instituto adotou metodologia que considera as orientações do Centro Regional de Fomento ao Livro na América Latina e no Caribe (Cerlalc) e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI). O objetivo foi buscar um padrão internacional de medição que permita eventuais comparações e estudos sobre a questão da leitura nos países da região.

    O colombiano Bernardo Jaramillo, diretor da Cerlalc, comparou os resultados da 4ª edição da pesquisa com medições feitas na Argentina e na Colômbia no mesmo período e ressaltou as diferenças metodológicas entre os três países.

    A metodologia da pesquisa brasileira considera como leitor aquele que leu, inteiro ou em partes, pelo menos um livro nos últimos três meses. Já na colombiana, a metodologia considera como leitor aquele que leu um livro nos últimos 12 meses. Jaramillo afirmou, em seu discurso, a importância da pesquisa feita pelo Instituto Pró Livro e observou que ´o compartilhamento dos microdados faz com que cada um construa sua própria interpretação da pesquisa´.

    Contudo, o colombiano ressaltou a importância de uma análise mais aprofundada dos indicadores, quando se trata de políticas públicas de fomento à leitura. ´A leitura hoje necessita mais da antropologia do que números´, disse. Segundo o diretor, a quantidade de livros lidos por habitante é um indicador importante, mas não único, já que outros dados podem trazer um caminho mais claro para as políticas públicas de leitura.  

    maio30

    Doenças transmitidas por insetos matam mais de um milhão por ano

    Os insetos são responsáveis pela transmissão de doenças que matam mais de um milhão de pessoas por ano em todo o mundo. Além dos óbitos, anualmente, registram-se bilhões de casos de patologias também transmitidas por insetos como malária, dengue ou febre-amarela.

    Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças transmitidas por insetos vetores representam 17% de todas as doenças infecciosas. A malária, transmitida pelo mosquito Anopheles aegypti, infestou mais de 214 milhões de pessoas e matou 438 mil em 2015. A Dengue, transmitida pelo Aedes aegypt, é a doença transmitida por mosquitos que mais tem crescido, tendo a sua incidência aumentado 30 vezes nos últimos 50 anos.

    Os mesmos mosquitos provocam outras doenças, como a febre-amarela, o vírus do Rio Nilo, a Chikungunya e o Zika, que já fez mais de um milhão e meio de casos no Brasil e que os cientistas associam a casos de microcefalia congênita. A transmissão do agente patogênico (parasita no caso da malária e vírus no caso da dengue ou do Zika) ocorre através da picada do inseto e apenas as fêmeas picam, pois só elas se alimentam de sangue para produzirem ovos.

    No mundo, existem cerca de 3,5 mil espécies de mosquitos e graças à globalização – viajam com os humanos em automóveis, caminhões, navios e aviões – estão espalhados por todo o mundo. A maioria dos mosquitos, no entanto, não viaja longe sozinho. Se tiverem onde se alimentar e onde se reproduzir por perto, não se deslocam muito.

    Repelente

    Na sua fase imatura, os mosquitos são seres aquáticos, que eclodem e se desenvolvem em água parada, onde se alimentam de algas microscópicas e onde, por sua vez, servem de alimento para peixes. Quando adultos, servem como alimento para aves, morcegos e aranhas.

    Desde a invenção do inseticida DDT em 1939, os humanos têm tentado acabar com os mosquitos, mas eles desenvolvem mencanismos de resistência a cada nova geração de veneno, tornando-se ainda mais fortes. A entomologista do Instituto Pasteur de Paris Anna-Bella Failloux sentenciou: ´simplesmente não conseguimos erradicar os mosquitos´.

    Por isso, a solução é evitar ser picado, usando as técnicas disponíveis, como repelente e roupas largas e claras, recomenda a entomologista Carla Sousa, do Instituto de Higiene e Medicina Tropical. 

    maio30

    Estados Unidos têm primeiro presidenciável oficial

    O Partido Libertário dos Estados Unidos conseguiu antes de outras legendas do país decidir sobre seu candidato para disputar as eleições presidenciais de novembro, ao escolher o ex-governador do estado do Nevo México Gary Johnson, que já havia participado das eleições de 2012.

    Johnson obteve 55,8% de votos no congresso do partido – mais de que o apoio dado a outros cinco candidatos, diz o canal da TV norte-americano Fox News. ´Vou trabalhar da maneira mais séria para representar todos os reunidos aqui nesta sala´, disse o ex-governador durante congresso no estado da Flórida.

    Regularmente, o Partido Libertário fica fora da disputa e não tem nenhuma chance de vencer. Entretanto, neste período eleitoral, Johnson tem recebido um apoio superior a 10%, diz a emissora. Como os líderes da disputa – o republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton – são pouco populares, Johnson tem certas perspectivas.

    Este ano o Partido Libertário celebra os 45 anos de sua criação. O partido defende a economia de mercado livre, liberação do comércio internacional, defesa de direitos e liberdades dos cidadãos, além de não intervenção nos assuntos internos de outros países.

    Nas eleições de 2012, o candidato do partido, Gary Johnson, conseguiu receber 1,27 milhão de votos (1% dos eleitores), perdendo para Barack Obama e Mitt Romney. 

• Menu


publicidade