Natal(RN), Terça-Feira, 30 de Setembro de 2014

setembro30

Patrícia Poeta recusa proposta para voltar a apresentar Fantástico

A jornalista Patrícia Poeta, 37 anos, recusou proposta da Globo para voltar a apresentar o Fantástico. Patrícia foi consultada pela cúpula do Jornalismo antes de a emissora divulgar, em nota oficial, que ela terá um programa de entretenimento em 2015. A jornalista, contudo, não concordou com o argumento de que tem o perfil de apresentadora do Fantástico. No próximo dia 3 de novembro, Patrícia entregará o posto de apresentadora do JN para Renata Vasconcelos. No lugar de Renata, no Fantástico, entrará Poliana Abritta.

Patrícia Poeta não aceitou a proposta de voltar ao Fantástico porque pareceria rebaixamento. Além disso, ela não quer voltar à rotina de trabalhar nos fins de semana. Mesmo pressionada no JN pela queda de audiência, queixas de William Bonner e desempenho considerado fraco nas entrevistas com presidenciáveis, ela pediu uma outra solução.

Como a Globo tem planos de novos programas nas manhãs de sábado e nos finais de tarde, optou-se por desenvolver um novo projeto para a jornalista tocar em 2015 pela área de Entretenimento.

Nos bastidores do Projac, a central de estúdios da Globo, há um clima de insatisfação. Além de resolver seus próprios problemas (novelas, novas séries, programas com audiência em queda), a área de Entretenimento virou salvação para o Jornalismo. Com Pedro Bial e Fátima Bernardes deu certo, mas com Zeca Camargo, no Vídeo Show, não. Teme-se que o mesmo ocorra com Patrícia.

Oficialmente, a Globo diz que a saída de Patrícia Poeta do Jornal Nacional já estava acertada quando ela assumiu o posto, em dezembro de 2011. A emissora diz que ainda não tem nenhum projeto desenvolvido para a jornalista. 


Curtir Twittar Instagram
publicidade
DNA Center

setembro30

Staples, concorrente do Kalunga, abre 1ª loja no Brasil

Enquanto fecha centenas de lojas nos Estados Unidos e Canadá, a gigante varejista Staples anuncia que abriu recentemente sua primeira loja no Brasil. 

A unidade fica dentro do Shopping Market Place, em São Paulo e funciona como uma vitrine da marca no país, além de servir como um termômetro para a empresa avaliar o comportamento dos consumidores brasileiros.

No endereço, funcionários da Staples também ajudam consumidores a conhecerem e comprarem os produtos da empresa por meio do site.

“Estamos mais próximos dos clientes, possibilitando a venda imediata de alguns itens do nosso portfólio de produtos”, diz Leo Piccioli, CEO da Staples na América Latina, por meio de comunicado.

Assim como tem feito fora do país, a Staples optou por abrir nano-lojas no Brasil, um modelo mais em conta e que combinam vendas físicas e online.

Oito lojas como essa foram abertas pela companhia na Argentina recentemente, como uma forma de reforçar a estratégia de crescer em países latinos.

Com cerca de 2.300 lojas distribuídas pelo mundo, a Staples registrou 25 bilhões em vendas de dólares.

A rede de varejo americana foi aberta em 1986 e, em 2005, chegou ao Brasil com a aquisição da Officenet e, desde então, trabalha com o modelo delivery para papelarias de diversos portes.

Com a abertura da loja, a Staples irá concorrer diretamente com a Kalunga também na parte de vendas para consumidores finais.


Curtir Twittar Instagram
publicidade
escola_escritorio

setembro30

EUA confirmam 1º caso de ebola diagnosticado no país

Autoridades de saúde dos Estados Unidos afirmaram nesta terça-feira (30) que foi diagnosticado no país o primeiro paciente infectado com o vírus ebola. 

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA confirmou o diagnóstico, sem dar mais detalhes.

Autoridades do Hospital Presbiteriano do Texas disseram em um comunicado, na segunda-feira, que um paciente não identificado estava sendo testado para o vírus ebola e tinha sido colocado em "estrito isolamento", devido aos sintomas e o histórico de viagem recente.

Hospitais norte-americanos têm tratado vários pacientes que foram diagnosticados com ebola na África Ocidental, onde ocorre o pior surto já registrado do vírus, que já matou mais de 3.000 pessoas.


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Pet Stop

setembro30

Avião faz pouso de emergência no aeroporto de Guarulhos

Um avião da companhia British Airways fez um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, na tarde desta terça-feira, dia 30. 

De acordo com a GRU Airport, concessionária que administra o aeroporto, o pouso não previsto aconteceu pouco antes das 17h. A aeronave saiu de Buenos Aires com destino a Londres.

De acordo com a Assessoria de Imprensa da British, não há feridos. Até as 17h40 desta terça, a aeronave ainda estava na pista de Guarulhos, com os passageiros dentro. A empresa disse que divulgaria mais tarde um comunicado explicando as causas do incidente.


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Agronorte

setembro30

Quatro pessoas indiciadas por injúria racial contra goleiro

Aranha, goleiro do Santos, foi insultado no dia 28 de agosto, na Arena do Grêmio, durante uma partida contra o Santos pela Copa do Brasil. Hoje (30), quatro torcedores do Grêmio, foram indiciados pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, por injúria racial.

Em entrevista coletiva, o delegado Cleber Ferreira informou que os indiciados – uma mulher e três homens – foram flagrados proferindo ofensas ao goleiro no estádio. São eles: Patrícia Moreira, Éder de Quadros Braga, Rodrigo Machado Rychter e Fernando Moreira Ascal. Segundo a Polícia Civil, três pessoas ainda precisam ser identificadas.

Ainda de acordo com a polícia, os quatro torcedores estão sendo responsabilizados pelo crime de injúria qualificada, descrito no Artigo 140, Parágrafo 3º do Código Penal. Um deles também será indiciado por furto, já que aparece nas imagens furtando o boné de um segurança para descaracterizar sua imagem.


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Marcelo Abdon

setembro30

Petrobras e Vale perdem mais da metade do valor em 4 anos

Um levantamento realizado pela consultoria Economatica apontou que a Vale e a Petrobras juntas perderam 243 bilhões de dólares desde início do governo de Dilma Rousseff.  

O valor de mercado da Vale passou de 165 bilhões de dólares em janeiro de 2011 para 53,17 bilhões de dólares em setembro de 2014, o que representa uma queda de 67,78% (111,87 bilhões de dólares).

A Petrobras também teve uma queda acentuada. No mesmo período, o valor da companhia passou de 228,2 bilhões de dólares para 96,3 bilhões de dólares, o que representa uma queda de 57,77%.

Apesar de ter perdido mais de 100 bilhões em valor de mercado, a Petrobras é a segunda maior empresa de capital aberto da América Latina.

Em paralelo, o valor de mercado da Ambev aumentou 19,19% durante o governo de Dilma. Em janeiro de 2011, o valor da companhia passou de 86,64 bilhões de dólares para 103,26 bilhões de dólares.

O estudo indicou ainda as 10 maiores empresas de capital aberto por valor de mercado na América Latina. Confira:

Empresa País Valor de mercado em janeiro de 2011 Valor de mercado em setembro de 2014 %
Ambev Brasil US$ 86,64 US$ 103,23 19,19
Petrobras Brasil US$ 228,21 US$ 96,36 -57,77
America Movil México US$ 115,74 US$ 86,34 -25,4
Itaú Unibanco Brasil US$ 95,82 US$ 74,61 -22,13
Ecopetrol Colômbia US$ 83,39 US$ 65,11 -21,92
Bradesco Brasil US$ 65,87 US$ 60,85 -7,62
Vale Brasil US$ 165,05 US$ 53,17 -67,78
Tenaris Argentina US$ 28,92 US$ 47,06 62,73
WalMart México US$ 51,31 US$ 44,23 -13,81
Grupo Modelo México US$ 20,01 US$ 40,48 102,29


Curtir Twittar Instagram

setembro30

Seca: Governo do RN decreta emergência e estima prejuízo de R$ 4,6 bilhões

O Governo do Rio Grande do Norte decretou, nesta terça-feira (30), situação de emergência por 180 dias em 145 municípios do interior do estado devido à estiagem e aos baixos níveis dos reservatórios de água pelo interior. De acordo com o decreto, a Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) apontou para a continuidade do grave quadro na estiagem, com a maior parte dos reservatórios com percentual de armazenamento inferior a 50% de sua capacidade máxima. Dentre esses, quinze açudes têm armazenamento inferior a 10%. Esta é a sétima publicação seguida sobre o tema. 

O último decreto que tratava sobre emergência devido à seca havia vencido no dia 14 de setembro. O Governo temia pela morosidade em publicação e novo decreto (que ainda estava sob avaliação) porque a continuidade de alguns projetos de combate à seca dependiam dele, como o programa de venda de milho em balcão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Nas justificativas para o novo decreto por 180 dias, o Governo lembrou o relatório elaborado pela Caern que aponta colapso no sistema de abastecimento de água em cinco Municípios do Estado do Rio Grande do Norte em razão da escassez de água, alé de mais oito Municípios poderão ter seus sistemas de abastecimento paralisados até dezembro de 2014.

Além disso, o Governo também explicou que o diagnóstico de chuvas formulado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) aponta para uma queda de 35% na média de chuvas e que o inverno, até o presente momento, não está com índices pluviométricos capazes de contribuir para a formação de estoques de água nos principais reservatórios do estado.

Segundo o Executivo, a estimativa da Secretaria de da Agricultura para o ano de 2014 é de prejuízo de R$ 4,6 bilhões na produção agropecuária do estado, o que representa uma redução de quase 57% na contribuição do setor rural para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) potiguar, se comparada a uma situação de normalidade das condições climáticas.

Como a validade do decreto é de seis meses, esse será o último da gestão da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), que não disputa a reeleição e deixará o comando do Governo no fim deste ano.

Confira a lista dos municípios que estão em situação de emergência:

1) Acari, 2) Assu, 3) Afonso Bezerra, 4) Água Nova, 5) Alexandria, 6) Almino Afonso, 7) Alto dos Rodrigues, 8) Angicos, 9) Antônio Martins, 10) Apodi, 11) Areia Branca, 12) Baraúnas, 13) Barcelona, 14) Bento Fernandes, 15) Bodó, 16) Brejinho, 17) Boa Saúde, 18) Bom Jesus, 19) Caiçara do Norte, 20) Caiçara do Rio do Vento, 21) Caicó, 22) Campo Redondo, 23) Caraúbas, 24) Carnaúba dos Dantas, 25) Carnaubais, 26) Cerro-Corá, 27) Coronel Ezequiel, 28) Campo Grande, 29) Coronel João Pessoa, 30) Cruzeta, 31) Currais Novos, 32) Doutor Severiano, 33) Encanto, 34) Equador, 35) Espírito Santo, 36) Felipe Guerra, 37) Fernando Pedroza, 38) Florânia, 39) Francisco Dantas, 40) Frutuoso Gomes, 41) Governador Dix-Sept Rosado, 42) Grossos, 43) Guamaré, 44) Ielmo Marinho, 45) Ipanguaçu, 46) Ipueira, 47) Itajá, 48) Itaú, 49) Jaçanã, 50) Jandaíra, 51) Janduís, 52) Japi, 53) Jardim de Angicos, 54) Jardim de Piranhas, 55) Jardim do Seridó, 56) João Câmara, 57) João Dias, 58) José da Penha, 59) Jucurutu, 60) Jundiá, 61) Lagoa Nova, 62) Lagoa Salgada, 63) Lagoa dAnta, 64) Lagoa de Pedras, 65) Lagoa de Velhos, 66) Lajes Pintadas, 67) Lajes, 68) Lucrécia, 69) Luís Gomes, 70) Major Sales, 71) Marcelino Vieira, 72) Martins, 73) Messias Targino, 74) Monte das Gameleiras, 75) Monte Alegre, 76) Mossoró, 77) Nova Cruz, 78) Olho dÁgua dos Borges, 79) Ouro Branco, 80) Passagem, 81) Paraná, 82) Paraú, 83) Parazinho, 84) Parelhas, 85) Passa e Fica, 86) Patu, 87) Pau dos Ferros, 88) Pedra Grande, 89) Pedra Preta, 90) Pedro Avelino, 91) Pendências, 92) Pilões, 93) Poço Branco, 94) Portalegre, 95) Porto do Mangue, 96) Serra Caiada, 97) Rafael Fernandes, 98) Rafael Godeiro, 99) Riacho da Cruz, 100) Riacho de Santana, 101) Riachuelo, 102) Rodolfo Fernandes, 103) Ruy Barbosa, 104) Santa Cruz, 105) Santa Maria, 106) Santana do Matos, 107) Santana do Seridó, 108) Santo Antônio, 109) São Bento do Norte, 110) São Bento do Trairi, 111) São Fernando, 112) São Francisco do Oeste, 113) São João do Sabugi, 114) São José do Campestre, 115) São José do Seridó, 116) São M. do Gostoso, 117) São Miguel, 118) São Paulo do Potengi, 119) São Pedro, 120) São Rafael, 121) São Tomé, 122) São Vicente, 123) Senador Elói de Souza, 124) Serra Negra do Norte, 125) Serra de São Bento, 126) Serra do Mel, 127) Serrinha dos Pintos, 128) Serrinha, 129) Severiano Melo, 130) Sítio Novo, 131) Taboleiro Grande, 132) Taipu, 133) Tangará, 134) Tenente Ananias, 135) Tenente Laurentino Cruz, 136) Tibau, 137) Timbaúba dos Batistas, 138) Touros, 139) Triunfo Potiguar, 140) Umarizal, 141) Upanema, 142) Várzea, 143) Venha-Ver, 144) Viçosa, 145) Vera Cruz. (TN Online)


Curtir Twittar Instagram

setembro30

A partir de hoje, eleitor só pode ser preso em flagrante delito

A legislação eleitoral prevê que, a partir de hoje (30) e até 48 horas após o encerramento das eleições, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.

Caso haja eleição em segundo turno para presidente da República ou governador, previsto para o dia 26 de outubro, a proibição da prisão de eleitor passa a valer a partir do dia 21 de outubro e também vigora até 48 horas depois do encerramento da votação.

A determinação está no Código Eleitoral, art. 236, caput. (Lei nº 4.737/1965). 


Curtir Twittar Instagram

setembro30

Antibiótico antes de 2 anos de idade aumenta risco de obesidade

As crianças que são tratadas com antibióticos de amplo espectro antes dos dois anos de idade enfrentam um risco maior de desenvolver obesidade infantil, alertou um estudo americano publicado na segunda-feira (29). 

A pesquisa, publicada no Jornal Pediatrics, da Associação Médica Americana (JAMA), é a mais recente a encontrar um vínculo entre problemas de peso e antibióticos, que podem acabar com as infecções bacterianas, mas também afetam a benéfica microflora intestinal, que coloniza os intestinos.

Especialistas do Hospital Infantil da Filadélfia analisaram dados de saúde de quase 65 mil crianças, tratadas em clínicas de cuidados primários, entre 2001 e 2013. As incluídas no estudo foram acompanhadas por cinco anos.

Mais de dois terços das crianças estudadas foram expostas a antibióticos antes dos dois anos. O aumento do risco da obesidade variou entre 2% a 20% e foi observado, particularmente, em crianças que tinham sido tratadas com antibióticos quatro ou mais vezes aos 2 anos de idade.

Estes antibióticos de amplo espectro, usados para combater uma série de bactérias, também estão relacionados com o risco de problemas de peso na infância.

"Nenhuma associação foi vista entre obesidade e antibióticos de espectro reduzido" destacou o estudo, que descreveu o uso de antibióticos de amplo espectro em crianças abaixo dos dois anos como um fator de uma criança vir a desenvolver obesidade.

O estudo recomendou que diretrizes de tratamento para doenças pediátricas comuns exijam limites no uso de antibióticos e a preferência por medicações de espectro reduzido.

A prescrição inadequada e o uso excessivo destes antibióticos de amplo espectro também foram relacionados com a emergência de cepas de bactérias resistentes a medicamentos.

Nos últimos anos, as autoridades sanitárias americanas têm exigido aos médicos que reduzam a prescrição de antibióticos e também têm tentado educar os pais de que os vírus comuns não podem ser curados com antibióticos.

"Este estudo dá uma outra razão sólida para considerar com mais cuidado as razões para os usos de antibióticos e evitá-los sempre que possível", afirmou Patricia Vuguin, endocrinologista pediátrica do Centro Médico Cohen en New Hyde Park, Nova York.

"Embora seja robusto, o estudo não foi capaz de considerar outras variáveis que contribuem para o risco de obesidade, inclusive dieta, prática de exercícios e histórico familiar de obesidade", acrescentou Vuguin, que não participou do estudo.

As descobertas garantiram que estudos futuros que poderiam levar em conta outros fatores que influenciam a flora intestinal, inclusive o uso de probióticos e amamentação, disse Molly Regelmann, professor assistente de pediatria da Escola de Medicina Icahn do hospital Monte Sinai, em Nova York. (AFP)


Curtir Twittar Instagram

setembro30

Bancários entram em greve por tempo indeterminado a partir de hoje

Os bancários entraram em greve por tempo indeterminado na madrugada desta terça-feira (30). A decisão foi confirmada após uma assembleia na noite da segunda-feira (29). 

Uma nova assembleia dos bancários está marcada para as 18h30 da quarta (1º), para avaliar o andamento da paralisação. 

Foram sete rodadas de negociação com a Fenaban sem avanços considerados significativos pela categoria. Os bancos oferecem reajuste de 7%, mas os trabalhadores querem 12,5%, que segundo eles representa 5,4% de aumento real do salário.

Os trabalhadores também pedem piso salarial de R$ 2.979,25. Entre outras reivindicações, como fim das metas, consideradas abusivas, combate ao assédio moral e isonomia de direitos para afastados por motivo de saúde.

O Comando Nacional dos Bancários já havia se posicionado contra a proposta de reajuste salarial na sexta-feira, mas incentivou os 134 sindicatos que representa no País a convocarem assembleias e votarem sobre o assunto. Com o slogan “Queremos Mais”, orientou os associados a rejeitarem a proposta.


Curtir Twittar Instagram
publicidade
DNA Center

setembro29

Cinco hábitos que aumentam a libido

Hábitos simples e não associados ao ato sexual podem ajudar a aumentar a libido. Priorizar a ingestão de alguns alimentos, por exemplo, pode ajudar na hora do sexo.

Veja na sequência quais alimentos são amigos do prazer e quais hábitos simples tem relação com o desejo.

 

Suor

Por mais que pareça nojento, estudos descobriram que o suor masculino é afrodisíaco. Além de aumentar os níveis de hormônios, o suor pode melhorar o humor e o desejo sexual.

Café

Tomar um café depois do jantar além da dar mais disposição por causa da cafeína, pode ajudar a aumentar a libido. Alguns estudos sugerem que a substância melhora o desejo sexual.

Salada de frutas

Kiwis e mangas são carregados com vitamina E, que aumenta o fluxo de sangue em todos os lugares, inclusive abaixo da cintura. Segundo especialistas, a ingestão de algumas frutas pode aumentar a libido e a disposição para o sexo. Romãs, por exemplo, são antioxidantes e ajudam a aumentar o fluxo de sangue.

Livro erótico

Leituras eróticas ajudam a aumentar o nível de testosterona em mulheres. Além de provocar o desejo sexual, a leitura pode apimentar a relação.

Salmão

Ingerir salmão com frequência também ajuda a aumentar a libido. Rico em antioxidantes, o alimento também ajuda a melhorar o fluxo de sangue, o que contribui na hora do sexo. As ostras também são aliadas na hora do sexo. Ricas em zinco, melhoram a lubrificação feminina.

Fonte: UOL


Curtir Twittar Instagram
publicidade
escola_escritorio

setembro29

Gado valoriza 22% em um ano

O preço de referência para o boi gordo no norte do Estado do Tocantins está em R$ 122,00/@, a prazo, o que indica uma valorização de 22% na comparação com o início do ano, segundo levantamento da Scot Consultoria.

Em um mês, a alta foi de 5,2%. Nos últimos doze meses, a cotação média do boi gordo foi de R$ 106,66/@, 12,6% menor que a referência vigente. O cenário do mercado do boi gordo na região é de oferta razoável de boiadas, com difícil escoamento de carne. As escalas de abate dos frigoríficos atendem, em média, três dias úteis. O diferencial de base em relação a Barretos (SP) está em -6,2%.

Brasil

O mercado do boi gordo fechou a última semana em ritmo desacelerado, com poucas alterações frente ao cenário verificado ao longo da semana. As negociações ocorrem de maneira compassada e a situação é reforçada por um "represamento" das vendas por parte dos produtores, aponta a consultoria.

A dificuldade de reposição da boiada é um dos principais fatores que restringem a comercialização. Houve alta nas referências para o boi em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Em São Paulo, as escalas de abate atendem, em média, quatro dias úteis.

No mercado atacadista de carne bovina com osso o cenário é de estabilidade. O boi casado de animais castrados está cotado em 7,63/kg. Os estoques de carne estão abastecidos. Em função disso, não são esperadas recuperações vigorosas de preço, mesmo com a virada do mês e a possível melhora no escoamento.

Insumos

A boa notícia é que o pecuarista está pagando 8,9% menos pelo farelo de soja em relação 2013, mas os preços do insumo subiram 0,9% em setembro, na comparação com agosto.

Segundo levantamento da Scot, em São Paulo, a tonelada do alimento concentrado está cotada, em média, em R$ 1.078, sem o frete. O menor valor encontrado foi R$ 970 por tonelada no Estado.

Em curto prazo, não estão descartadas quedas nos preços do insumo, mesmo com a demanda firme. A pressão de baixa sobre os preços do grão, com o avanço da colheita nos Estados Unidos (safra 2014/2015), pode refletir sobre os preços do farelo.

No mais, as exportações brasileiras diminuíram. Em setembro, até a terceira semana, o país embarcou, em média, 51,5 mil toneladas de farelo de soja. Este volume é 33,9% menor que a média diária exportada em agosto. Na comparação com a média de setembro do ano passado, os embarques caíram 23,2%. (Scot Consultoria)


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Pet Stop

setembro29

Ministério encomenda pesquisa para agricultura irrigada

O Ministério da Integração Nacional encomendou um estudo de análise territorial para o desenvolvimento da agricultura irrigada no país. O trabalho será desenvolvido pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) e pela Agência Nacional de Águas (ANA).

“O objetivo é gerar uma configuração do território brasileiro capaz de orientar a execução de políticas públicas de irrigação e o desenvolvimento de um sistema de consulta automatizado, visando ao uso gerencial dos dados produzidos pelos gestores”, afirma o secretário nacional de irrigação, Guilherme Costa, em comunicado do Ministério.

Ainda conforme a nota, a pesquisa vai produzir mapas, tabelas e quadros georreferenciados, além de um banco de dados com diferentes bases. A partir dessas informações, os territórios serão categorizados de acordo com as ações federais para agricultura irrigada no Brasil.

O projeto também prevê o desenvolvimento de um sistema de consulta automatizado, para o uso gerencial dos dados produzidos. 


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Agronorte

setembro29

Prazo para declarar ITR termina nesta terça-feira

Termina nesta terça-feira (30) o prazo para entrega das declarações do Imposto Territorial Rural (ITR). A Receita Federal receberá a documentação até as 23h59.

De acordo com a Receita, todos estão obrigados a entregar, mesmo quem está imune ou isento do ITR. As declarações devem ser feitas por meio do programa específico disponível via internet.

Quem atrasar a entrega para multa de 1% ao mês, com valor mínimo de R$ 50. Em caso de proprietários rurais isentos que atrasarem a declaração, a multa é de R$ 50.

O ITR pode ser parcelado em até quatro vezes mensais. A exceção é o imposto no valor de até R$ 100, que deve ser pago apenas em cota única. O pagamento do imposto integral ou da primeira cota mensal deve ser feito também até o próximo dia 30. Para quem optar pelo parcelamento, o valor mínimo a ser pago é de R$ 50. 


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Marcelo Abdon

setembro29

Pesquisa Ibope para o governo do Rio Grande do Norte

Henrique Alves (PMDB): 38% 

Robinson Faria (PSD): 31%

Professor Robério Paulino (PSOL): 3%

Simone Dutra (PSTU): 2%

Araken Farias (PSL): 1%

Branco/nulo: 15%

Não sabe/não respondeu: 10%

A pesquisa Ibope está registrada com o número 36/2014, foram realizadas 812 entrevistas no período de 24 a 29 de setembro.


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Fátima Bezerra e Wilma de Faria estão empatadas para o Senado, segundo Ibope

Fátima Bezerra (PT) – 35% 

Wilma de Faria (PSB) – 35%

Ana Célia (PSTU) – 1%

Roberto Ronconi (PSL) – 1%

Professor Lailson (PSOL) – 1%

Brancos e nulos – 13%

Não sabe ou não respondeu – 14%

A pesquisa Ibope está registrada com o número 36/2014, foram realizadas 812 entrevistas no período de 24 a 29 de setembro. 


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Bombril lança campanha com imitação dos presidenciáveis

A Bombril lançou uma nova campanha e aproveitou o momento de debates e eleições para brincar. 

Com a humorista Dani Calabresa e o famoso garoto-propaganda da marca Carlinhos Moreno, ela está lançando vídeos em que "entrevista" os candidatos à Presidência da República.

Moreno aparece hilário travestido dos três candidatos com mais intenção de voto por enquanto: Dilma, Aécio e Marina.

A campanha conta com vídeos online e anúncios em revistas.


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Diretor defende autonomia técnica do Banco Central

O diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Carlos Hamilton Araújo, defendeu hoje (29) a autonomia da autarquia, definida em lei. “Do ponto de vista estritamente técnico, a teoria macroeconômica, amparada pela evidência internacional, indica que o ambiente institucional, que contempla autonomia legal para conduzir a política monetária [definição da taxa básica de juros, a Selic], traz ganhos para as economias dos países que adotam. Do ponto de vista estritamente técnico, sou favorável à autonomia legal,”, ressaltou.

No último dia 18, o diretor de Fiscalização do BC, Anthero Meirelles, disse que o BC trabalha com autonomia operacional. Meirelles lembrou que está na diretoria do Banco Central há sete anos e que já participou de mais de 50 reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável pela definição da taxa Selic. "O Banco Central funciona com autonomia operacional. Todas as decisões que tomei foram com minha consciência”, observou, ressaltando que nunca recebeu sugestão para tomar decisões. “O trabalho do Banco Central precisa de autonomia operacional, mas não vou entrar na discussão sobre a necessidade de [isso] estar na lei”, enfatizou.

A discussão sobre a autonomia do Banco Central é um dos temas do debate entre os candidatos à Presidência da República. A candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, disse que não “acha necessária” e criticou propostas que defendem autonomia técnica da instituição, sem o controle do governo e do Congresso Nacional.

Já a candidata do PSB, Marina Silva, defende a autonomia do BC, para garantir que o país recupere a credibilidade e volte a crescer. (Agência Brasil)


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Dólar atinge maior nível desde dezembro de 2008

Esta segunda-feira, dia 29, foi marcada por ajustes em todo o mercado financeiro. 

Após a pesquisa Datafolha de sexta-feira, dia 26, mostrar fortalecimento de Dilma Rousseff (PT) ante Marina Silva (PSB) na corrida para a Presidência da República, com chances maiores de vitória da petista ainda no primeiro turno, o dólar subiu de forma consistente.

Tudo porque a perspectiva de vitória de Dilma é mal vista por boa parte do mercado.

Assim, o dólar à vista negociado no balcão fechou acima dos R$ 2,45, em alta de 1,53%, aos R$ 2,4510.

Este é o maior patamar de fechamento desde 9 de dezembro de 2008, pouco depois do estouro da crise mundial, quando marcou R$ 2,4720.

No mercado futuro, a moeda para outubro, que encerra apenas às 18 horas, tinha alta de 1,53%, aos R$ 2,4510.

No início do dia, o dólar chegou a subir a R$ 2,4760 (+2,57%) no balcão, em meio aos ajustes em relação à pesquisa de sexta-feira. N

aquele dia, o dólar havia recuado para R$ 2,4140 (-0,66%), com investidores especulando que o Datafolha poderia ser favorável a Marina - e não a Dilma.

Além disso, havia expectativa de que a edição das revistas semanais no fim de semana pudessem trazer mais detalhes sobre a suposta corrupção na Petrobras e sua relação com partidos da base aliada.

No caso do Datafolha, a pesquisa mostrou que Dilma abriu 13 pontos em relação a Marina Silva no primeiro turno, elevando as chances de definição da disputa sem a necessidade de um segundo turno.

Já a Veja trouxe nova reportagem sobre o suposto escândalo na Petrobras. Só que o maior peso foi dado hoje para a pesquisa eleitoral e os investidores foram em busca de dólares.

Com o dólar oscilando acima dos R$ 2,47 no balcão, houve desaceleração, porque o preço ficou atrativo tanto para exportadores quanto para especuladores interessados em realizar lucros no mercado futuro.

Com isso, houve venda de moeda e o dólar, no balcão, marcou a mínima de R$ 2,4440 (+1,24%) às 14h38.

Naquele momento, as mesas de operação também já tinham, nas telas, comentários do diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton.

Ao falar sobre o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado pela manhã, ele afirmou que "se for necessário e o cenário para a inflação se justificar, certamente o Copom vai nessa direção (alta de juros)".

Além disso, Hamilton afirmou que os movimentos no câmbio são considerados nas projeções da instituição e disse que "temos que ver como isso (a alta recente do dólar) vai evoluir".

Hamilton disse ainda que o BC não questiona o fato de que o câmbio tem repercussão na inflação, mas certamente o repasse do câmbio é bem menor hoje do que era 10, 15 anos atrás.

No exterior, em um ambiente de aversão a ativos de maior risco, os investidores também buscavam dólares em detrimento de outras moedas de países exportadores de commodities. Há pouco, o dólar subia 0,57% ante o dólar canadense e tinha alta de 0,42% ante o peso mexicano. (Estadão)


Curtir Twittar Instagram
publicidade
DNA Center

setembro29

Sequestrador de hotel em Brasília se entrega à polícia

Após cerca de sete horas, chegou ao fim um sequestro no hotel Saint Peter, na região central de Brasília. O sequestrador liberou o refém e se entregou à polícia na tarde desta segunda-feira (29)

Às 16h20, o sequestrador saiu do hotel e foi colocado em um carro da polícia. Vinte minutos antes, ele e o refém apareceram algemados um ao outro e com os braços levantados na sacada de uma janela no 13º andar do hotel. O refém, que antes vestia um colete, estava sem a peça.

O criminoso, que estava armado, é o agricultor Jac Souza dos Santos, 30 anos. Ele se candidatou ao cargo de vereador pelo PP (Partido Progressista) na cidade de Combinado (TO) em 2008. Jac tem uma fazenda avaliada em R$ 60 mil. Ele também foi secretário de Agricultura do município.

Três cartas de despedida foram deixadas por ele em casa de parentes e em sua própria residência em Palmas. "O teor da carta é de despedida. Ele falou que essa tempestade vai passar e que ele vai dar cabo da vida dele", relatou o chefe da Divisão de Comunicação da Polícia Civil do Distrito Federal, o delegado Paulo Henrique Almeida.

O refém era José Ailton de Souza, 49 anos, funcionário do hotel. Ele foi obrigado a vestir um colete que, segundo a polícia, estava carregado de explosivos.  


Curtir Twittar Instagram
publicidade
escola_escritorio

setembro29

Conheça seguros curiosos para situações inusitadas

Um imprevisto pode fazer estragos financeiros. Para driblar prejuízos, é comum ouvir falar de seguros para carros, residências e vida. Mas há proteções menos conhecidas para riscos de quase todo tipo, contra os quais pessoas e empresas investem em apólices não convencionais.

Vale tudo para não se preocupar com nada. Em alguns casos, os seguros chegam a ser um tanto exóticos: na Inglaterra, virou folclore um contrato para ataques alienígenas, em caso de abdução ou sequestro.

Mas há também apólices especiais para situações mais práticas, que vão de quebra de ossos à ação de hackers, todos com custos arcados por seguradoras. Tais casos são incentivados pela especialização do mercado, de acordo com o professor da Fundação Instituto de Administração (FIA) Antônio Penteado Mendonça, especialista em seguros. “É um movimento de sofisticação, com o surgimento de produtos interessantes. Ainda são um nicho, mas com amplo potencial para crescer.”

Habitual no exterior, essa variedade deve se multiplicar no Brasil. “Por aqui, a prática não é tão comum quanto na Europa e nos Estados Unidos. Mas a cultura do seguro tende a se desenvolver e criar espaço para esses contratos”, afirma Josusmar Alves de Souza, corretor especializado em seguros para a carreira.

Confira, a seguir, 6 tipos de apólices curiosas:

1. Casamentos: seguro criado para ajudar os noivos a esquecer a ansiedade com imprevistos que ameacem a festa. Cobre cancelamento de contratos e fornecedores, problemas de transporte e deslocamento, doenças do casal ou de familiares e até condições climáticas extremas que atrapalhem a cerimônia

2. Ataques cibernéticos: em tempos de especialização acelerada de hackers e golpistas digitais, empresas passaram a buscar cobertura para danos causados por violação de dados. Isso inclui contaminação por vírus, erro de funcionários, perda de lucros por interrupção do sistema e até contratação de consultores para reparar a reputação da companhia

3. Ossos quebrados: acidentes acontecem, e os seguros pessoais e corporativos tornam-se cada vez mais específicos para cobri-los. Um exemplo é o seguro para quebra de ossos. Além oferecer indenização por incapacidade temporária, se for o caso, o contrato pode permitir o reembolso das despesas médicas durante o tratamento da fratura

4. Erros profissionais: em caso de prejuízos causados por erros no trabalho, há um seguro chamado responsabilidade civil profissional, que cobre gastos judiciais e indenizações. Engenheiros, arquitetos, advogados e contadores estão entre aqueles que buscam o serviço para se resguardar. É preciso, no entanto, constatar que não houve a intenção de causar o dano

5. Fusões e aquisições: as grandes cifras envolvidas em operações de fusão ou aquisição de empresas pedem atenção aos riscos não previstos na hora do fechamento do negócio. Para isso, apólices cobrem prejuízos futuros do comprador, se algo inesperado ocorrer em certo período após a transação

6. Riscos ambientais: de olho nas garantias de sustentabilidade e menor impacto ambiental, empresas passaram a adotar seguros contra danos ecológicos em projetos de infraestrutura, como rodovias e aeroportos. Há, ainda, contratos específicos para o transporte de cargas e resíduos poluentes, que cobrem custos de limpeza e remoção 

Fonte: Exame


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Pet Stop

setembro29

Governo amplia prazo para pagamento de empréstimo consignado por aposentados e pensionistas

O prazo máximo para o pagamento das operações de empréstimo e de cartão de crédito relativas ao crédito consignado dos aposentados e pensionistas, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foi ampliado de 60 para 72 meses. A mudança passa a valer a partir do dia 1° de outubro. A portaria do INSS que define a mudança está publicada na edição de hoje (29) do Diário Oficial da União. 

As taxas de juros das operações ficam mantidas. Atualmente, o Conselho Nacional de Previdência Social fixa em 2,14%, ao mês, o limite da taxa de juros para o empréstimo e em 3,06%, ao mês, para o cartão consignado. A margem consignável, que é o valor máximo da renda a ser comprometida, também permanece em 30% do valor da pensão ou aposentadoria.

Na quinta-feira (25), o conselho aprovou uma resolução recomendando ao INSS a elevação do prazo para o pagamento das operações de crédito consignado. Na ocasião, o secretário de Políticas de Previdência Social do governo federal, Benedito Adalberto Brunca, disse que o objetivo é aquecer a retomada do crédito.

De acordo com levantamento do Ministério da Previdência Social, considerando-se os contratos ativos em agosto de 2014, 91% tinham prazo entre 49 e 60 meses para liquidação. Cerca de 61% estavam no limite máximo de 60 meses.

Na avaliação do presidente da Confederação Brasileira dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Cobap), Warley Martins, a mudança traz aspectos negativos já que o prazo maior para pagamento torna o empréstimo mais atrativo e poderá causar mais endividamento.“Vai ficar mais atrativo e a preocupação é aumentar ainda mais o tempo que o aposentado vai ficar endividado. Sinto que vai prejudicar ainda mais o aposentado parcelar em 72 meses. Com o comprometimento da renda, tem aposentado que chega ao fim do mês sem dinheiro para comprar remédios”, disse.


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Agronorte

setembro29

Marcelo Tas, líder do "CQC", fala do filho transexual

Em entrevista à revista Crescer do mês de outubro, Marcelo Tas abriu o jogo e falou sobre a relação com o seu filho transexual. O apresentador contou como foi ver Luiza se transformar em Luc, hoje com 25 anos.

Na entrevista, o líder do "CQC" destacou que as preferências do filho, hoje feliz e casado com outro transexual, nunca estiveram acima da relação dos dois: "Uma novidade desse tamanho sempre é surpreendente. Antes de tudo, devemos admitir que independente da orientação — hetero, homo, trans, bi... — a sexualidade é um assunto que desafia e intriga os seres humanos desde que o mundo é mundo. Por outro lado, creio que eu faça parte talvez de uma primeira safra de pais que souberam acolher e tratar com mais naturalidade a questão de forma transparente". 

Luc também participou da entrevista e revelou que assumiu sua bissexualidade aos 15 anos. Com 22, virou transexual. Atualmente mora nos Estados Unidos e trabalha como advogado: "Sou muito sortudo. A realidade é que minha família sempre me apoiou em tudo. Eu contei que era bi quando ainda era muito novo, e eles nem piscaram. Quanto a eu ser trans, acredito que foi um pouco mais difícil, tanto para mim quanto para eles. Hoje em dia, eles sempre usam os pronomes certos para se referir a mim (ele/dele, etc.) e meu nome (Luc)".

Marcelo Tas esclareceu que o filho sempre foi muito decidido e que a relação deles é de admiração e respeito: "Lembro que no casamento do meu irmão, Luc tinha uns 2 ou 3 anos e devia ser a “dama” de honra. Deu um escândalo tão grande porque não queria botar o vestido. Foi de fraldas até a cerimônia e só resolveu vestir a roupa já no altar. Acabou curtindo a experiência. Não estou dizendo que ali já pressentia uma questão de gênero, mas sim que via nele um ser bastante decidido sobre o que queria ou não fazer".

O apresentador encerrou a entrevista afirmando que os pais nunca devem perder o foco do relacionamento familiar: "As questões de sexualidade e gênero são importantes. Mas não são mais importantes do que o amor incondicional que devemos manter na nossa família. Este sim é o assunto mais importante da nossa vida". (Na Telinha)


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Marcelo Abdon

setembro29

Auditor fiscal tarado é detido por fazer imagens íntimas de clientes em supermercado

Um auditor fiscal do Rio Grande do Norte foi detido na manhã de sábado (27) por filmar as partes íntimas de clientes em um supermercado na zona Sul de Natal. Clientes flagraram a ação, acionaram a segurança do estabelecimento e a Polícia Militar foi até o local para prender o auditor. Um vídeo mostra o momento em que o homem de 51 anos registrava imagens por baixo da saia de uma cliente. 

De acordo com informações do local, o homem estava usando uma câmera dentro de uma cesta. Para capturar as imagens, o auditor se aproximava das mulheres e inclinava a cesta para que a lente se posicionasse em direção às partes íntimas das mulheres. Quando ele estava próximo a uma cliente fazendo as imagens, foi abordado por populares e detido até a chegada da polícia.

Levado para a Delegacia de Plantão da zona Sul pela Polícia Militar, o auditor negou que estivesse fazendo as imagens, mas teve apreendido o celular e um pendrive. No local, populares se aglomeraram para observar a prisão. Contudo, o auditor fiscal foi liberado horas após ser lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

O auditor fiscal foi enquadrado nos artigos 61 e 65 da lei de contravenções, por "importunar alguém, em lugar público ou acessível ao público, de modo ofensivo ao pudor" e "molestar alguém ou perturbar-lhe a tranquilidade, por acinte ou por motivo reprovável". As penas para a contravenção vão desde multa a dois meses de prisão. (TN Online)


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Sequestrador pede extradição de Battisti, diz Polícia

O sequestrador que mantém um homem refém no Hotel Saint Peter, região central de Brasília, pede a extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti e a aplicação prática da Lei da Ficha Limpa como condições para soltar o refém, afirmou o chefe da Divisão de Comunicação da Polícia Civil do Distrito Federal, o delegado Paulo Henrique Almeida, nesta segunda-feira, 29. A Polícia já identificou o criminoso, mas não vai divulgar os dados sobre ele. A única informação dada é que ele não é morador de Brasília.

Segundo Paulo Henrique Almeida, o criminoso está "reticente" em se entregar e tem feito ameaças constantes de detonar um suposto explosivo. Almeida ainda informou que um dos três negociadores que mantêm contato com o criminoso é especialista em explosivos e está no 13º andar do hotel, onde o caso transcorre. Ele vai tentar saber se o artefato que está com o criminoso é bomba ou não. Almeida pondera, no entanto, que, mesmo sendo uma bomba, o material não tem potencial para destruir o hotel, mas apenas causar danos no andar.

Ainda segundo a Polícia, o criminoso age sozinho. Atuam na inteligência do caso, além da Polícia Civil, agentes da Polícia Militar e da Polícia Federal. 


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Suposto terrorista mantém refém em hotel de Brasília

Um homem que afirma ser um "terrorista" tomou nesta segunda-feira (29) como refém um mensageiro de um tradicional hotel em Brasília, o mantém algemado e com um colete que aparenta conter explosivos, informaram hoje fontes oficiais. 

As autoridades ordenaram que o edifício fosse esvaziado e iniciaram negociações com o homem, que apareceu armado na sacada do quarto em que havia se hospedado algumas horas antes.

O homem foi visto junto ao refém, que estava algemado e com um colete que, aparentemente, tem várias bananas de dinamite, mas a polícia ainda não confirmou se são explosivos reais.

No momento da ação, cerca de 300 pessoas estavam no hotel, entre hóspedes e funcionários, que tiveram que deixar o edifício.

Algumas testemunhas disseram aos jornalistas que o homem que mantém o mensageiro como refém bateu nas portas de vários quartos do 13ª andar e, logo em seguida, obrigou que seus ocupantes saíssem, enquanto anunciava uma suposta ação "terrorista".

Segundo a polícia, pelo menos três negociadores iniciaram contatos com o homem para conseguir a libertação do refém e sua rendição. (EFE)


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Tarifa de telefonia fixa e aumento no preço da energia têm redução projetada pelo Banco Central

Segundo informações do Relatório de Inflação, divulgado hoje (29) pelo Banco Central, a projeção para este ano é de redução de 6,3% nos preços das tarifas de telefonia fixa e de 16,8% o aumento nas de eletricidade. 

Para o conjunto dos preços, a estimativa é 5%, mesmo valor considerado no relatório divulgado em junho. Essa projeção inclui variações ocorridas, até agosto, nos preços da gasolina (0,2%) e do botijão de gás (0,3%), além das projeções para telefonia fixa e eletricidade.

Em 2015, o reajuste dos preços administrados deve chegar a 6%, mesma projeção anterior. Em 2016, a estimativa é 4,9%, ante 4,5% previstos em junho.


Curtir Twittar Instagram

setembro29

Consumidor vai menos aos supermercados, diz pesquisa

A inflação e a baixa confiança dos consumidores já afetam um dos segmentos tradicionalmente menos vulneráveis do varejo: o de alimentos. As famílias reduziram o número de vezes em que vão aos supermercados e o volume de compras estacionou. Para especialistas, uma retomada depende do comportamento dos preços daqui para a frente e é possível que as vendas não voltem a se aquecer antes das festas de fim de ano.

Pesquisa da Kantar Worldpanel revela que no primeiro semestre de 2014 os consumidores já frequentaram menos vezes pontos de venda como supermercados, mercearias ou padarias. O número de viagens caiu 10,5% ante o mesmo período de 2013. Já o número de itens comprados cresceu, mas pouco e mal compensou o efeito da redução de frequência, fazendo o volume médio ficar praticamente estável, com alta de apenas 0,5%. “Já estamos vendo um volume médio não crescendo em proporções que compensem a queda da frequência”, diz a diretora de contas da empresa Christine Pereira. Para ela, os números indicam um “passo para trás” em tendências de consumo que vinham sendo positivas para a indústria e o varejo.

A previsão para o setor este ano, porém, não é nada otimista. As vendas devem crescer 1,9% em 2014, pior desempenho desde 2006, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). 


Curtir Twittar Instagram
publicidade
DNA Center

setembro29

Projeção do BC de crescimento da economia cai para 0,7%

Dinheiro

O Banco Central (BC) reduziu a projeção de crescimento da economia para este ano. De acordo com o Relatório Trimestral de Inflação, divulgado hoje (29), o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos, deve apresentar expansão de 0,7%, ante a previsão anterior de 1,6%.

De acordo com o BC, a produção agropecuária deverá crescer 2,3% – a estimativa anterior era 2,8%. A produção da indústria deverá recuar 1,6%, contra a previsão anterior de retração de 0,4%. O crescimento do setor de serviços caiu de 2% para 1,2%.

O consumo das famílias deve crescer 1,6%, contra 2% previstos em junho. Os investimentos – Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) – devem apresentar retração 6,5%, ante 2,4% previstos em junho. A projeção para o consumo do governo passou de 2,1% para 1,7%.

As projeções para as exportações e as importações foram revisadas de 2,3% para 3,6%, e de 0,6% para 1%, respectivamente.

Para o período de 12 meses encerrado em junho de 2015, a estimativa de crescimento do BC para o PIB é 1,2%. (Agência Brasil)


Curtir Twittar Instagram
publicidade
escola_escritorio

setembro29

Vida saudável afasta risco de doenças cardiovasculares

No Dia Mundial do Coração, comemorado hoje (29), a Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj) lembra que as doenças cardiovasculares são as que mais matam no mundo moderno.

O diretor da Socerj, Serafim Borges, informou que entre 300 mil e 400 mil mortes ocorrem por ano no Brasil devido a doenças cardiovasculares. Elas incluem a doença isquêmica do coração, que é o infarto agudo do miocárdio, e as doenças cerebrovasculares, os chamados acidentes vasculares cerebrais (AVC).

Para reduzir esse risco, Borges disse que o mais importante é que as pessoas tenham vida saudável, com atividades física e alimentação adequada. “E aqueles que já tenham doenças em desenvolvimento, como hipertensão e diabetes, deverão controlá-las melhor”. Acrescentou que outros fatores de risco controláveis são o fumo e o excesso de bebida alcoólica.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, um em cada três brasileiros em idade adulta sofre com a pressão arterial elevada. No Brasil, a mortalidade relacionada à doença arterial coronariana oscila entre 11,3 e 2,5 óbitos por 100 mil habitantes.

O cardiologista Serafim Borges informou que a atividade física reduz em até 45% a mortalidade cardiovascular. “Ela dá, realmente, uma proteção grande”. Por isso, reiterou que é importante que as pessoas saiam do sedentarismo e tenham, dentro do possível, uma alimentação adequada, com corte de gorduras animais saturadas, evitando o que possa trazer problemas ao sistema cardiovascular.

Acrescentou que um ritmo de vida saudável pressupõe também descanso adequado, “principalmente a hora do sono, que é uma hora sagrada”. Mesmo com a vida moderna agitada, é preciso tentar arrumar um espaço para fazer essas coisas, completou. “Não pode haver desculpas do tipo estou trabalhando muito, não tenho tempo. Você tem que arrumar um tempo para o seu coração”.

Ele reconheceu que as doenças genéticas ligadas ao coração são mais complicadas e difíceis de prevenir e requerem acompanhamento especializado. Acrescentou que a atividade física dessas pessoas deve ser sempre supervisionada.

A Socerj está participando da campanha do Dia Mundial do Coração, em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia. (Agência Brasil)


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Pet Stop

setembro28

Vista do Mirante da Serra, em São Tomé (RN)


Fotos: Marcelo Abdon


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Agronorte

setembro28

Onde os casamentos duram menos no Brasil

Em Rondônia, quase 5% dos casais que se casaram em 2011 - dado mais recente - se separaram em menos de 1 ano. Já em números absolutos, São Paulo tem o maior número de casos de casamentos que duraram menos de 12 meses: 2.343.

Em 2012, 7.873 casais se divorciaram sem sequer festejar um ano de subida ao altar. Os dados foram retirados da pesquisa "Estatísticas do Registro Civil" feita pelo IBGE.

Veja a seguir quais são os estados onde os casamentos duram menos:  

1º - Rondônia

Rondônia  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 4,83%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 212
Número total de casamentos 12.737

 

2º - Goiás

Goiás  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 4,28%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 522
Número total de casamentos 41.564

 

3º - Tocantins

Tocantins  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 4,05%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 110
Número total de casamentos 7.253

4º - Roraima

Roraima  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 3,94%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 42
Número total de casamentos 2.303

 

5º - Acre

Acre  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 3,54%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 55
Número total de casamentos 3.300

 

6º - Amapá

Amapá  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 2,95%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 15
Número total de casamentos 2.322

 

7º - Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 2,76%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 190
Número total de casamentos 14.201

 

8º - Paraná

Paraná  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 2,69%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 623
Número total de casamentos 59.144

 

9º - Mato Grosso

Mato Grosso  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 2,54%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 139
Número total de casamentos 14.316

 

10º - São Paulo

São Paulo  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 2,52%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 2.343
Número total de casamentos 271.316

 

26º - Rio Grande do Norte

Rio Grande do Norte  
Porcentagem de casamentos que duraram menos de 1 ano 1,17%
Número total de casamentos que duraram menos que 1 ano 53
Número total de casamentos 15.802


Curtir Twittar Instagram
publicidade
Marcelo Abdon

setembro28

Previstas para a Copa, obras ficam só para 2016

A Copa do Mundo já passou, mas há um conjunto de obras prometidas ainda para o Mundial que só ficará pronto, com sorte, para a Olimpíada de 2016. Algumas das obras selecionadas em levantamento feito pela reportagem, cujos investimentos somam R$ 3,2 bilhões, não têm nem data para a conclusão. 

Outras foram abandonadas no meio do caminho pelas construtoras. O atraso atinge, sobretudo, os empreendimentos de mobilidade, que foram "vendidos" à população como o principal legado dos grandes eventos.

Os dados globais de gastos com a Copa, reunidos pela Controladoria-Geral da União (CGU), confirmam a lentidão governamental. O órgão monitora o andamento de 324 ações voltadas ao Mundial, entre obras e programas como o de segurança e informação ao turista.

No conjunto, elas somam R$ 25,4 bilhões. Mas, até setembro, haviam sido desembolsados R$ 17,1 bilhões - ou 67,3% do total. A diferença refere-se, principalmente, a obras ainda não concluídas.

De maneira geral, os gestores culpam o processo de licenciamento ambiental, as desapropriações e as interferências em redes públicas de saneamento e energia pela demora na conclusão das obras. Outra queixa comum são as dificuldades em obter liberação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Há indefinição também quanto à conclusão das obras nos aeroportos de Manaus e Cuiabá. O cronograma está sendo redefinido, segundo informou a Infraero. Isso porque as obras precisaram ser suspensas durante a Copa, o que jogou os prazos de conclusão para frente.

Segundo a estatal, pode haver aditivos de prazo e também de preço.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Curtir Twittar Instagram

setembro28

Febraban propõe aumento salarial de 7,35%

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) propôs um aumento salarial de 7,35%, valor acima dos 7% oferecido anteriormente. Mas os dirigentes sindicais consideram a nova oferta baixa, pois permanece muito abaixo do aumento de 12,5% esperado pelos trabalhadores.

A federação, que representa 90% dos 480 mil bancários brasileiros, informou que a proposta será submetida à votação na próxima segunda-feira (29). Se for rejeitada, uma greve está prevista para começar na terça-feira.

A proposta dos bancos representa um pequeno aumento real dos rendimentos, dada a inflação de 6,5%, segundo o sindicato. O salário médio mensal de um funcionário de banco no Brasil é de R$ 4,6 mil, mais do que o dobro do salário médio do país, de R$ 2,1 mil por mês.

No ano passado, as negociações começaram com um pedido de 11,93% de aumento e terminaram com um acordo de 8%, após cerca de um mês de greve.

Greves por melhores salários tornaram-se uma ocorrência anual no Brasil nos últimos anos, quando os lucros das instituições financeiras aumentaram mesmo em meio a um crescimento econômico modesto. Apesar de incomodar os clientes, as greves raramente têm grande impacto sobre as operações ou lucros dos bancos, já que analistas apontam que os brasileiros adiam as solicitações de empréstimos.

No ano passado, o movimento trabalhista não teve impacto significante sobre as ações do Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander Brasil.


Curtir Twittar Instagram

setembro28

Professor pela manhã e Gari das 16 às 22 horas

Por *Cláudia Santa Rosa

Estava com um outro texto em andamento, quando, na manhã de hoje, uma conversa pelo WhatsApp me fez mudar o tema. Eu sou assim mesmo, tocada pelas dores do mundo, da educação. Às vezes fico a me perguntar se realmente sei o que quero. Deus que me perdoe, mas a minha dispersão beira o caos e as divagações pedagógicas e sociais são perigosíssimas, especialmente quando encontro cúmplices, ou seja, outras gentes afetadas pelo desrespeito que ronda a escola e o magistério.

Como disse, cheguei a escrever quatro parágrafos, movida pela informação de um colega professor, anunciada durante a nossa reunião pedagógica da última sexta-feira, na Escola Estadual Hegésippo Reis, de que ele, o professor, serviria à Justiça Eleitoral, no próximo pleito e, em decorrência, por direito, seria dispensado das atividades laborais nos dois dias seguintes. Felizmente alertou: não se preocupem, pois virei trabalhar normalmente. Expressei a minha indignação, menos por aquele caso pontual e mais pelos muitos professores, espalhados pelo Rio Grande do Norte, que, certamente, estarão, por dois dias, afastados das salas de aula, gerando irregularidade no funcionamento das escolas e subtraindo o direito dos estudantes.

A minha intenção era, por meio do artigo, refletir com os homens e as mulheres sensatas da Justiça Eleitoral sobre a importância de não serem convocados docentes para o trabalho no dia da eleição, assim como é preciso que se encontre uma forma dos prédios escolares, cedidos para funcionamento de seções eleitorais, estarem limpos na manhã seguinte ao pleito, de modo a não prejudicar o dia letivo. Fico incomodada, sobremaneira, com a fragilidade da escola. É impressionante como muitos se servem dessa instituição e como pouco se cuida para que ela sirva, decentemente, a quem de direito: às crianças e aos jovens.

Dito isso, passarei a tratar do caso do Professor que pela manhã atua numa escola e das 16 às 22 horas é gari, recolhe lixo nas ruas. Uma colega professora, companheira de trabalho na Hegésippo Reis, assim descreveu:

- Bom dia, Cláudia!
- Estava pensando aqui...
- Conheço um professor do Estado que também é gari.
- Conversando com ele ontem... Sua frase me chamou atenção: “sou gari porque, infelizmente, não posso me sustentar e sustentar a minha família com o salário de professor.”
- E mais... Ele continuou: “Ganho mais como gari do que como professor.”
- Acho que daria uma reportagem de capa de um jornal.
- As pessoas precisam saber disso.

Li embalada numa tristeza danada, numa mistura de emoção e indignação, não que o trabalho do gari não seja digno, mas pelo fato de, indiscutivelmente, não ser atividade para um professor, que se espera seja um intelectual que tem em suas mãos instrumentos capazes de ajudar a transformar o mundo. Indaguei: - Ele faz as duas coisas? A minha interlocutora respondeu:

- Sim, é gari a noite, das 16 até às 22h e pela manhã dá aula. É professor do 3º ano numa escola estadual aqui de Natal. Faz a formação do PNAIC (Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa) comigo.
Perguntei se ele ingressou pela via do último concurso público. Ela respondeu:

- Sim, o mesmo que eu fiz. Menina, eu estou encantada com a história dele. Desde o ano passado faço PNAIC com ele. Só este ano ele falou abertamente sobre isso. Ele falou que antes tinha vergonha, mas que agora até os alunos dele já sabem. Contou que quando as amiguinhas da filha dele vão estudar na casa deles, a garota pede para ele esconder a sua farda de gari.

- Ahhh, Cláudia! Ele é massa, sabe? Diz que ama ser professor e que vai morrer professor. Não pensa em sair de sala de aula.

Ufa! O que dizer?

Eis o que fizeram com o magistério. Uma perversidade! É indigno o tratamento dispensado aos professores brasileiros e em estados como o Rio Grande do Norte, é vergonhoso. A desfaçatez com que certos gestores discursam que a educação é prioridade e praticam o contrário, a mim causa ojeriza. São os mesmos cínicos que respaldam todo tipo de regalias de outras categorias já muito bem remuneradas, obrigada!

Temos professores mal remunerados, desprestigiados, desmotivados, sobrecarregados com dois ou três turnos de trabalho em lugares diferentes, envergonhados da própria sorte e de dizerem que são professores, doentes, cansados, privados de acesso contínuo aos bens culturais que são essenciais ao trabalho intelectual. Diante de tudo isso, as escolas estão cheias de servidores medianos e até medíocres, em muitos casos não por que querem ser assim, e sim porque é o que podem oferecer. Em todas elas também há, felizmente, alguns poucos idealistas, competentes, éticos e tocados pela causa da educação libertadora.

Não é de se estranhar o desempenho pífio que alcançamos, sucessivamente, nos indicadores oficiais.

Respeitemos os professores!

*Professora, especialista em Psicopedagogia, Mestre e Doutora em Educação. Diretora Executiva do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) e coordenadora pedagógica do Casa de Saberes, projeto político-pedagógico da Escola Estadual Hegésippo Reis. (educadora@claudiasantarosa.com)


Curtir Twittar Instagram

setembro28

Seca no RN reduz produção e exportação de melão e outras frutas

Exportações de melão devem cair 15% em 2014, segundo Coex

Carro-chefe da fruticultura no Rio Grande do Norte e responsável pela maior fatia de tudo que o Estado exporta em termos de frutas frescas, o melão produzido em solo potiguar – assim como as demais culturas irrigadas – está passando por maus bocados em decorrência da seca prolongada. Depois de três anos de chuva abaixo do normal no RN, os aquíferos nas regiões produtoras estão secando e a consequência é a redução de áreas plantadas e de produção. Os números já mostram um reflexo disso: comparando os primeiros semestres de 2013 e 2014, a exportação de melão caiu 15%, percentual que deve se manter até o final do ano. O desempenho é explicado pela seca, mas também pelo fato de o mercado doméstico, com preços favoráveis, ter absorvido mais produção.

“Muitas fazendas tiveram que parar a produção e também tivemos que diminuir as áreas de plantio. Vamos fechar 2014 com uma média de 15% a menos nas exportações”, disse Luiz Roberto Barcelos, presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do RN (Coex) e sócio-diretor da maior produtora e exportadora de melões do Brasil, a Agrícola Famosa, empresa que atua no Rio Grande do Norte e no Ceará. Segundo ele, a seca já está afetando a produção de frutas no RN.

A estimativa de queda na exportação se refere apenas ao melão, que, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC, teve uma redução nas vendas para o mercado externo de 7,32 % no comparativo dos oito primeiros meses de 2013 e 2014. Ainda segundo esses números, também houve queda na exportação de banana (-12,39 %), castanha de caju (-5,19 %) e melancia (-12,0 5%).

Luiz Roberto Barcelos reconhece que a situação passou de preocupante à crítica. “Nos poços tem havido um rebaixamento muito grande de água. Na região de Baraúnas (cidade vizinha a Mossoró), o aquífero tem baixado mais de um metro por semana. Já estamos numa situação bastante difícil. Não podemos mais pensar em incremento de área. Pelo contrário. Estamos pensando em diminuir, porque não sabemos se, com o volume de água que os poços estão produzindo hoje, vamos terminar a safra”, diz.

De acordo com ele, a área plantada de melão no RN está reduzida a 5.500 hectares (em 2011, eram 8.000, segundo pesquisa do Ibraf – Instituto Brasileiro de Frutas. E a quantidade de empregos que a atividade gera na região de Mossoró – 6.000 – também já foi bem maior: 24.000 (dados do Instituto Nacional da Produção Industrial).

Diante do atual quadro, Barcelos defende a necessidade de se criar uma infraestrutura hídrica mais independente da chuva. “Temos que ter transposição de rios, barragem, distritos de irrigação, pois já está provado que se tivermos água, temos como desenvolver a região com a fruticultura, que é o melhor veículo para diminuir as diferenças sociais que estão no semi-árido”.

O empresário já teve reuniões com o Ministro da Integração Nacional (Francisco José Coelho Teixeira) e com a presidente Dilma Rousseff, levando pleitos nesse sentido. “A gente tem que aprender a conviver com a seca. E não tem outro jeito a não ser investindo nessa infraestrutura”, concluiu. (Tribuna do Norte)


Curtir Twittar Instagram

• Leilões

::: LEILÕES 2014 :::