Natal(RN), Quarta-Feira, 27 de Maio de 2015

    maio16

    Bandido tatuado com a frase "Sem dó da vítima" é preso por roubo

    "Sem dó da vítima" é o que está escrito em uma tatuagem no braço de um bandido de 20 anos que foi preso em Itaúna (MG), suspeito de assalto. Após denúncias sobre o roubo de um carro no Bairro Garcias, a Polícia Militar (PM) efetuou o rastreamento e localizou o suspeito no Bairro Itaunense. Houve perseguição e durante a ação o criminoso perdeu o controle da direção do veículo e bateu em um barranco.

    Segundo a PM, após a batida o jovem foi preso e com ele foi apreendido um revólver calibre 38 com seis munições. Os militares informaram que ele pode estar envolvido em roubos na região e a tatuagem no braço chamou atenção.

    Ele foi detido e encaminhado juntamente com a arma e as munições para a Delegacia de Polícia Civil em Itaúna. O carro com denúncia de roubo foi apreendido e encaminhado para a pátio credenciado do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). 

    publicidade
    DNA Center

    maio8

    Polícia prende terceiro envolvido no crime contra Máximo Augusto

    A Polícia Civil prendeu o terceiro envolvido em crimes contra o estudante de Administração Máximo Augusto Medeiros, de 23 anos, morto no dia 1º de maio. O suspeito não tem envolvimento no homicídio, mas responderá por receptação dos itens subtraídos da vítima. 

    Na manhã de hoje, o suspeito, identificado como Rafael Lebre, se apresentou à polícia. Ele já era procurado pela polícia por suposta participação na venda de peças do carro roubado do estudante. No entanto, ao se apresentar aos policiais, o suspeito estava com o celular de Máximo Augusto e foi preso em flagrante.

    A polícia segue na investigação sobre o caso e vai apurar se as participações de cada um se resumiram à receptação, nos casos de Rafael Lebre e Erick Jonata da Silva, já preso. Jean de Araújo Rocha está preso por suspeita de ser o autor do homicídio. Ele confessou o crime. (TN Online)

    publicidade
    escola_escritorio

    maio6

    Suspeito de matar Máximo Augusto é preso e confessa crime

    Um homem foi detido na tarde desta quarta-feira (6) suspeito de ter matado o estudante Máximo Augusto no último fim de semana. A informação foi confirmada pelo titular da Delegacia de Homicídios (Dehom), delegado Fábio Rogério.

    Segundo o delegado, o bandido foi identificado como Jean de Araújo Rocha, 19 anos, que já foi ouvido e confessou o crime. A Polícia Civil está aguardando a expedição do mandado de prisão. De acordo com a Polícia Civil, junto com o suspeito foi preso um comparsa que teria ficado com o carro e objetos da vítima.  

    Máximo Augusto desapareceu na madrugada de sexta-feira (1º), após sair de uma boate na zona sul de Natal. O corpo dele foi encontrado no domingo (3) em um terreno baldio localizado no distrito de Arisco, em São Gonçalo do Amarante. Máximo estava nu, com hematomas pelo corpo e sinais de estrangulamento e estupro.

    Imagens de segurança de um motel mostram o carro do universitário entrando no estabelecimento por volta das 5h30, conduzido por Máximo e com outra pessoa no banco da carona. A saída se deu menos de uma hora depois, às 6h20, mas não há confirmação sobre quem dirigia o veículo.

    O carro do jovem só foi encontrado ontem (5), abandonado em uma rua no bairro de Candelária. O veículo foi analisado na manhã de hoje por peritos do Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep). Os profissionais procuraram vestígios.

    A forma de agir de um dos possíveis envolvidos - o homem com capacete no estacionamento da boate em Neópolis, onde Máximo foi visto pela última vez, na noite da sexta-feira, 1º de maio – corrobora com a forte possibilidade do envolvimento de pelo menos duas pessoas no crime. 

    publicidade
    Pet Stop

    abril25

    Policiais entregam moto recuperada a vítima e prende suspeitos do arrastão em Areia Preta

     

    As polícias Civil e Militar recuperaram na tarde de ontem, sexta-feira (24), a motocicleta e apreenderam três suspeitos de cometer o arrastão na via costeira.

    Após a identificação dos assaltantes através das imagens onde 3 jovens realizavam assaltos na praia de Areia Preta os policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar, juntamente com os policiais da 4° Delegacia de Polícia Civil.

    Na operação, foi recuperada a moto tomada no assalto e foram apreendidos os três suspeitos de praticarem a ação criminosa.

    A motocicleta foi entregue ao proprietário que agradeceu o empenho dos polícias que não mediram esforços para realizar a recuperação do veículo roubado.

    Os três jovens foram levados a delegacia para prestarem esclarecimentos e caso sejam reconhecidos pelas vítimas, eles serão autuados por formação de quadrilha e assalto a mão armada. (Portal 190 RN)

    publicidade
    Agronorte

    abril24

    Identificados os bandidos que fizem arrastão próximo ao prédio onde reside o Governador

     

    Um vídeo que circula por meio do aplicativo de troca de mensagens WhatsApp mostra um assalto ocorrido nas primeiras horas da manhã da quinta-feira (23), na avenida Silvio Pedroza, na praia de Areia Preta. Nas imagens, duas pessoas são assaltadas. Segundo a Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur), os suspeitos já foram identificados. 

    Os crimes ocorreram por volta 6h23 de ontem, em frente a um edifício. Um motociclista que trafegava pela via é abordado por três homens, sendo que um deles portava uma arma longa. Assim que é abordado, o condutor da moto entrega o veículo, que cai no chão, e corre em direção ao Forte. Nesse momento, os suspeitos tentam subir na moto. Dois deles correm novamente na direção do motociclista, que não aparece no vídeo, e depois voltam para onde estava o terceiro criminoso e o veículo.

    Um segundo vídeo mostra um motorista de um carro também sendo assaltado, logo após o roubo da motocicleta. Os criminosos abordam o motorista e fogem carregando uma bolsa que estava no veículo.

    Segundo o tenente Luiz, do Ciptur, a polícia já conseguiu identificar os três criminosos que participaram da ação. "Já sabemos quem são estamos em diligências na região para localizá-los", disse. A Polícia Civil também está atuando na procura aos criminosos.

    publicidade
    Febre Aftosa

    abril8

    Carro despenca do Mirante de Tabatinga, no litoral sul do RN, e mata homem

    O jovem que morreu em um acidente de carro no mirante de Tabatinga, no litoral Sul do Rio Grande do Norte, foi identificado como Mychael Rocha de Medeiros, de 29 anos. Ele era casado e morava em Natal.

    De acordo com o Corpo de Bombeiros, o carro caiu do mirante da praia de Tabatinga na noite de ontem (7), mas a polícia só foi acionada na manhã desta quarta (8). As circunstâncias do acidente serão investigadas pela delegacia de Nísia Floresta.

    O corpo da vítima ficou preso às ferragens e foi retirado pelo Corpo de Bombeiros na manhã desta quarta. O carro é uma EcoSport com placas de Natal. Ainda não se sabe as causas do acidente.

    Mirante de Tabatinga

    A praia de Tabatinga fica no município de Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal, a 30 quilômetros da capital. O mirante fica a uma altura de 50 metros acima da praia e é um ponto turístico de grande visitação no litoral Sul. Muitos turistas utilizam a área mais alta para observar os golfinhos no mar. (G1)

    publicidade
    Marcelo Abdon

    abril8

    Operação da Deicor desmonta organização de agiotagem, envolvendo brasileiros e estrangeiros

    Uma operação da Polícia Civil, através da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime, prendeu, até o momento,  15 pessoas, sendo 10 colombianos, quatro brasileiros e um equatoriano, que são acusados de atuarem no ramo de agiotagem, no Rio Grande do Norte.

    A operação, batizada como "Colômbia", foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (8), em Natal e na região metropolitana.

    Fonte da Polícia adiantou que faz parte da organização criminosa um número expressivo de colombianos, que seriam os líderes do grupo e financiadores do esquema de empréstimo ilegal e que as investigações que resultaram na operação se iniciaram há cerca de seis meses.

    Foram apreendidos R$ 74 mil em dinheiro, oito motocicletas, um carro e nootbooks. Segundo a Polícia Civil, os suspeitos emprestavam dinheiro cobrando juros altos. Os alvos eram preferencialmente pequenos comerciantes.

    Ainda de acordo com a Polícia Civil, uma das vítimas do grupo teria se suicidado após ser pressionado pelo grupo. A ação descrita pela Deicor era que após o vencimento do prazo de pagamento do empréstimo, o grupo cobraria juros diários em cima do valor inicial. Em caso de não pagamento, eles enviavam pessoas para subtrair bens dos comerciantes como forma de pagar a dívida.

    abril8

    Presos de Parelhas usam bilhetes para ameaçar a população e cobram transferência

    Os detentos que estão custodiados na cadeia pública de Parelhas estão ameaçando a população da cidade. Utilizando bilhetes, os detentos afirmam que querem a transferência para Natal e, caso não sejam atendidos, farão pressão da maneira deles. Até esta quarta-feira (8), no entanto, a situação na unidade era considerada tranquila.

    Em uma revista realizada na tarde de ontem, os agentes penitenciários recolheram três celulares e três carregadores que estavam em poder dos detentos. Atualmente, a unidade conta com 89 presos que foram transferidos do CDP da Ribeira após a onda de destruição nas unidades prisionais do estado.

    Ainda durante a revista, os agentes encontraram dois bilhetes em que os presos pedem ajuda à população para a transferência, dando a entender que podem fazer uma rebelião na unidade. "Se não alterar em nada, nós vamos resolver da nossa forma", diz um dos bilhetes.

    Segundo a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte, Vilma Batista, os presos jogam os bilhetes para fora da unidade usando pequenas pedras. O objetivo é que a população os encontre e espalhe o medo na cidade.

    "Eles estão querendo aproveitar essa situação de instabilidade para fazer confusão. Com a nova coordenação do sistema prisional, estamos aguardando ações mais enérgicas para impedir novos problemas. Não há como eles voltarem para o CDP porque lá está destruído, e foram eles mesmos que destruíram", disse Vilma Batista. (TN Oline)

    abril8

    Tenente Styvenson Valentim permanece na operação Lei Seca

    Depois de anunciar, na tarde de segunda-feira (6), a sua saída da equipe que trabalha na Operação da Lei Seca, o tenente Styvenson Valentim, da Polícia Militar, se reuniu com o governo ontem (7) e reconsiderou a decisão que havia tomado.

    A permanência de Styvensson foi confirmada pela assessoria de comunicação do Executivo Estadual, durante a noite.

    O oficial esteve à frente da operação Lei Seca em 2014 e ficou conhecido pelo rigor das blitzen, mas alegava ausência de condições para manter o que foi feito no ano de 2014 devido a escassez de recursos e motivação.

    Na nota divulgada, Styvenson afirmou que nunca desejou estar acima da instituição ou se promover, e que sofreu muito com as perseguições à sua privacidade e com as ameaças recebidas. O PM também afirma que sua "postura profissional, transparente, íntegra, franca e honesta, reacendeu em algumas pessoas a esperança de que se pode ter um serviço público de qualidade".

    Resumindo: o Tenente fica.


publicidade